Fontes do Atlético Paranaense adiantaram para a Banda B na manhã desta terça-feira (12) que Juan Carrasco não é mais técnico da equipe. Ele foi comunicado do desligamento em uma reunião nesta manhã no Centro de Treinamento do Caju, no bairro Umbará.

Por meio do seu site oficial, no final da manhã, o Atlético confirmou a saída do treinador e toda sua comissão técnica, formada pelos auxiliares Alejandro Martinez, Omar Garate e Cesar Anibal. Todos os profissionais já se despediram do elenco rubro-negro. “O Atlético Paranaense agradece os serviços prestados pelos profissionais e informa a torcida atleticana que o novo técnico será anunciado em breve”, diz a nota oficial do Furacão.

Depois de quase seis meses, o treinador não resistiu ao vice-campeonato Paranaense, à eliminação nas quartas de final da Copa do Brasil e à campanha irregular nas primeiras rodadas da Série B, com derrotas para times de menor expressão, como CRB e Boa Esporte (o Atlético é apenas o 10º colocado na competição).

Carrasco foi contratado no final de dezembro de 2011, assumindo o comando do Furacão no início da temporada. Apesar de sustentar bons números à frente da equipe rubro-negra, o uruguaio nunca foi unanimidade entre a torcida, devido às constantes improvisações que realizava no time e a dificuldade em manter uma mesma formação de uma partida para outra.

Ao todo, Carrasco deixa o Atlético com 36 jogos disputados, sendo 22 vitórias, sete emaptes e sete derrotas. O melhor momento dele no Furacão foi no início do ano, com a conquista do primeiro turno do Campeonato Paranaense. Na ocasião, o Rubro-Negro atuava no esquema 4-3-3, mas aos poucos, com o passar dos meses, o uruguaio foi mudando sua forma de jogar, passando a armar a equipe no 4-4-2 e novamente desagradando a torcida atleticana.

Até a contratação de um novo técnico, Lucas Neto, do Sub-23, deverá comandar a equipe. O próximo jogo da equipe da Baixada será no sábado contra o Goiás, em Paranaguá.

Novo técnico

No campo das especulações fala-se nos nomes de Caio Jr, que estava nos Emirados Árabes, Jorginho, que treinou a Potuguesa, ou ainda Estevão Soares, que já atuou no futebol paranaense.