Após a derrota de hoje por 1 a 0 para o São Caetano, o técnico Jorginho admitiu que a situação do Atlético dentro da Série B está muito complicada. Na 11ª colocação, o time rubro-negro está a nove pontos de distância do G4 da competição, restando apenas quatro partidas para o fim do primeiro turno.

“A situação está muito difícil mesmo para o Atlético, mas temos que lutar e continuar trabalhando para melhorar. Tudo é mais difícil para o Atlético”, disse o treinador.”Nós não estamos conseguindo jogar bem. E qualquer erro nosso tem sido fatal, e isso piora tudo”, completou.

O treinador admitiu ainda que os jogadores ficam abatidos com muita facilidade durante os jogos, principalmente quando os resultados positivos não aparecem.”O time realmente se abate muito fácil, porque você tenta, não consegue marcar, e aí o adversário em um lance isolado marca. Eles são seres humanos, natural isso”, explicou.

Jorginho concordou ainda com o presidente do Atlético, Mário Celso Petraglia, que afirmou, na semana passada, que está difícil para a equipe conquistar o acesso à primeira divisão do Campeonato Brasileiro. Além disso, o treinador disse entender as vaias e cobranças da torcida, que hoje novamente protestou contra a má fase do time.

“O presidente tem razão, não é fácil mesmo e não está sendo fácil até aqui. O torcedor também sabe, por isso ele fica brabo, porque ele ama esse clube. Mas o grupo inteiro está chateado, querendo mudar essa situação e dedicação não vai nos faltar”, finalizou Jorginho.