Divulgação/Atlético Paranaense
Sem titulares, meio campo do Furacão deu conta do recado

De meio campo reformulado, o Atlético não se sujeitou ao São Paulo e por muito pouco não conquistou a vitória. Eram 45 minutos do segundo tempo quando o placar marcava 2 a 1 para o Furacão e Rivaldo se aproveitou de um momento de apagão da zaga atleticana para empatar o jogo e tirar do Rubro-negro qualquer chance de deixar a zona de rebaixamento nesta rodada. (Clique aqui para ouvir os gols da partida)

Se Cléber Santana e Kléberson, dois dos pilares de confiança do técnico Renato Gaúcho, não estavam em campo, Robston e Fransérgionão decepcionaram. “Mais uma vez tomamos o gol depois dos 45 minutos. Mais dois pontos que a gente deixa de levar para Curitiba”, lamentou Robston no fim da partida.

A frustração foi coletiva e o lateral Paulinho engrossou o coro. “Todos os jogadores têm o sentimento de que a gente não prestou atençao no finalzinho. Tá todo mundo triste com o resultado, mas feliz porque a nossa equipe vem numa crescente”, defendeu o jogador.

A perda dos dois pontos no Morumbi custou caro para o Atlético.Com 13 pontos, o time fica a dois de alcançar o Atlético-MG, primeiro time fora da zona de rebaixamento. Na próxima rodada, o rubro-negro recebe o Cruzeiro em casa, no domingo (17), às 18h30.