O Furacão não venceu o clássico contra o Paraná, porém, com o empate em 1 a 1, garantiu a sua volta à elite do futebol nacional neste sábado (24), dentro do Janguito Malucelli.

Após o jogo, os jogadores falaram sobre o acesso. O maestro Paulo Baier ressaltou que este pode ter sido o seu último jogo, mas está feliz com o acesso.“Graças a Deus que conseguimos isso. Esse pode ser o meu último jogo, mas o importante é o Furacão na primeira”, disse Baier.

O jogo foi bastante difícil, e o volante Deivid ressaltou isso, porém, o importante foi subir. “Esse ano foi de muita superação, quase deixamos escapar no detalhe mas o que vale mesmo é a classificação”, lembrou Deivid.

Já o volante João Paulo, ex-jogador do Paraná, fez declarações de amores ao Furacão, dizendo que é torcedor do clube desde pequeno. “Conseguimos colocar o Atlético de volta na Série A. É o meu time do coração, desde pequeno”, revelou o jogador.

Mesmo errando um pênalti, o atacante Marcelo disse que o que importa é voltar à elite. “A emoção é muito grande e é muito merecido o Atlético ter subido para a Série A do ano que vem”, disse Marcelo.

O técnico Ricardo Drubscky deu os méritos ao seu elenco.“O mérito é de todos. Os jogadores são os protagonistas maiores”, garantiu.