O Atlético sofreu um gol do Coritiba logo aos 23 minutos do primeiro tempo, mas conseguiu empatar com gol de falta de Edílson na etapa final e saiu do Couto Pereira com empate em 1 a 1 com o maior rival. Para os jogadores do Furacão, o resultado ficou de bom tamanho e o ponto somado neste sábado é para ser comemorado.

“A gente podia ter feito o segundo gol, mas clássico é complicado e 1 a 1 é um grande resultado”, disse o zagueiro Gustavo, que entrou no decorrer da partida. “Agente tomou um gol de desatenção no primeiro tempo, mas conseguimos acertar a equipe no segundo tempo. Foi um bom jogo, disputado, o melhor era a vitória mas o empate está de bom tamanho”, completou o zagueiro Fabrício.

O meia Marcinho destacou a melhora que a equipe rubro-negra teve no segundo tempo, já que na etapa inicial permitiu que o Coritiba abrisse 1 a 0. “Por ser um clássico na casa do adversário foi um bom resultado. A gente começou mal, mas acertamos e buscamos o empate. Foram dois gols em bola parada e ficou de bom tamanho o empate”, disse o camisa 10 do Furacão.

Para o volante Kléberson, o Atlético teve tranquilidade para barrar as jogadas rápidas de ataque do Coritiba e volta pra casa com um importante empate na bagagem. É a mesma opinião do volante e capitão Cléber Santana, que hoje disputou seu primeiro Atletiba com a camisa rubro-negra. “É muito gostoso disputar clássico e é um jogo que sempre se decide nos detalhes. Não podia ter acontecido aquele erro no gol deles, mas a equipe se dedicou muito e o empate ficou bom”, completou Cléber Santana.

Com o empate em 1 a 1 no Atletiba, o Furacão chega a sete jogos de invencibilidade e alcança 18 pontos no Campeonato Brasileiro, encostando no Grêmio, primeiro time fora da zona do rebaixamento. Na próxima rodada, o Furacão recebe o Atlético-MG, na quarta-feira, a partir das 20h30, na Arena da Baixada.