Era aquele famoso jogo de seis pontos, entre duas equipes que estavam na zona do rebaixamento. Jogando na Arena da Baixada, o Atlético-PR não teve uma grande atuação e perdeu por 1 a 0 para o Atlético-MG, com gol de Mancini, de pênalti. Essa derrota encerra a sequência de sete partidas invictas do Furacão e marca a primeira derrota de Renato Gaúcho no estádio rubro-negro.

A vitória fora de casa faz com que o Galo ultrapasse o rubro-negro na tabela de classificação. Antes 17º colocado, o Furacão perde a oportunidade de sair da zona da degola e ainda cai para a vice-lanterna, com apenas 18 pontos.

Atlético começa bem, mas cai de produção e dá espaço para o Galo

O jogo começou movimentado na Arena da Baixada, com as duas equipes criando boas oportunidades de gol. Aos 6 minutos, após um bate rebate na área mineira, quase que o Furacão abriu o placar. Aos 13, André arrematou de longe, a bola passou por baixo de Renan Rocha e Gustavo tirou quase em cima da linha. Aos 22, Pablo bateu com categoria e Renan Ribeiro fez grande defesa.

Aos 25 minutos, após cruzamento de Paulinho, o estreante Pablo cabeceou com muito perigo, por cima da meta adversária. O tempo ia passando e a partida seguia disputada, mas o Atlético caiu de produção e aos poucos o Galo foi crescendo e criando as melhores jogadas de ataque. Aos 36, André bateu no canto e Renan Rocha conseguiu fazer a defesa. Apesar da superioridade mineira, o placar não saiu do 0 a 0 na etapa inicial.

Gol de Mancini encerra sequência invicta do Atlético

O segundo tempo já não era tão bom quanto à etapa inicial. As duas equipes erravam muitos passes e as jogadas não fluíam. Aos 11 minutos, Bernard recebeu na esquerda e bateu na rede pelo lado de fora. Aos 14, o melhor lance até então: Pablo lançou Marcinho, que na cara do gol, bateu pela linha de fundo. Aos 17, Bernard recebeu livre, mas chutou em cima de Renan Rocha.

O jogo seguia truncado na Arena da Baixada, até que aos 22 minutos, Gustavo falhou e Wagner Diniz acabou cometendo pênalti em Magno Alves. Mancini foi para a cobrança, Renan Rocha defendeu, mas a bola bateu na trave e entrou: 1 a 0 Atlético-MG. Aí o Furacão foi com tudo em busca do empate. Aos 32, Edigar Junio bateu no cantinho e Renan Ribeiro fez firme defesa.

O Galo foi cadenciando o jogo, e fechado no campo de defesa, ia segurando a primeira vitória no comando de Cuca e encerrando um jejum de sete partidas sem vitória no Campeonato Brasileiro. O Furacão tentava, mas saía para o ataque de maneira desorganizada e não conseguiu empatar, amargando a primeira derrota na Arena da Baixada desde a chegada de Renato Gaúcho.