Divulgação
Suspenso, Guerrón não enfrenta o Botafogo, neste domingo

Na véspera do jogo decisivo contra o Botafogo, neste domingo, a partir das 16h, no Engenhão, o técnico Antônio Lopes ganhou mais um problema para escalar a equipe do Atlético. O zagueiro Fabrício, que poderia voltar ao time depois de cumprir suspensão, acabou sofrendo uma lesão muscular e foi vetado pelo departamento médico.

Lopes levou três zagueiros para o Rio de Janeiro: Manoel, que volta de suspensão e será titular, Gustavo e Rafael Santos. Mas é Gustavo quem jogará ao lado de Manoel na defesa rubro-negra. No ataque, a baixa é o equatoriano Guerrón, suspenso pelo terceiro cartão amarelo.O treinador só vai confirmar a escalação do Furacão momentos antes do início da partida.

Recuperado de dores no joelho, o lateral direito Edílson viajou com a delegação rubro-negra para o Rio de Janeiro, na manhã deste sábado. Mas a boa atuação de Wagner Diniz no empate em 2 a 2 com o Vasco (foram de Diniz os dois cruzamentos que originaram os gols atleticanos) deve mantê-lo como titular. Santiago García, apesar do doping positivo para cocaína no Campeonato Uruguaio, deve começar jogando diante do Botafogo.

O caminho para fugir do rebaixamento

Para Lopes, o segredo para livrar o Atlético do rebaixamento é muito trabalho e conversa entre os jogadores.”Não tem outra saída, a não ser o trabalho e a conversa.Sabemos que este campeonato é muito difícil. Vamos enfrentar times excepcionais, mas não tem… É trabalho e conversar com os jogadores. Fazer reunião, conversar para poder levantar o astral do grupo outra vez, motivar para poder enfrentar os times que a gente tem pela frente”, disse o treinador.