Após a confirmação da saída do treinador Juan Carrasco e toda sua comissão técnica, o ex-auxiliar do Atlético, Omar Garate, concedeu uma entrevista à rádio 1410 AM Libre, do Uruguai, confirmando que o atacante El Morro García, contratação mais cara da história do Furacão, não podia ser escalado por ordem da diretoria rubro-negra.

“Nós não podíamos escalar o El Morro. Não há problema nenhum com o Morro, ele treina todos os dias. O problema foi a troca de diretoria”, afirmou Garate. Em 2011, Morro García foi comprado por cerca de R$ 7 milhões de reais e não correspondeu às expectativas depositadas em seu futebol.

A atual diretoria, que tomou posse em dezembro do ano passado, sempre criticou a contratação do jovem atacante uruguaio, ameaçando, inclusive, devolvê-lo ao Nacional. Desde então, El Morro vinha treinando com o elenco rubro-negro, sem ser aproveitado nos jogos oficiais, apenas em alguns amistosos da equipe sub-23.