Bruno Covello/SMCS
Luciano Ducci e Beto Richa dão pontapé inicial nas obras da Arena

Depois deum longo período de discussões e debates, asobras na Arena da Baixada foram iniciadas nesta terça-feira. Um evento, realizado no próprio estádio, marcou o pontapé inicial da reforma do estádio curitibano para a Copa do Mundo de 2014.

O evento contou com a participação de diversas autoridades,incluindo o governador Beto Richa e o prefeito Luciano Ducci, além de dirigentes e conselheiros do Atlético, como o presidente doConselho Deliberativo, Glaucio Geara, e oex-presidente Mário Celso Petraglia, líder da comissão responsável por tocar as obras na Arena da Baixada.

A primeira fase da reforma começa nesta terça-feira e vai durar aproximadamente 90 dias. Essa parte da obra mexerá apenas na fundação do estádio e o Atlético poderá jogar normalmente na Arena até o fim do Campeonato Brasileiro deste ano. Somente em dezembro é que a Baixada será completamente fechada.

A ideia do Atlético é terminar as obras até dezembro de 2012, à tempo de receber jogos da Copa das Confederações de 2013. A reinauguração da Arena está programada para acontecer entre 26 e 29 de março de 2013, respectivamente aniversário do Furacão e de Curitiba. O custo total da obra está orçado em aproximadamente R$ 180 milhões.

“Ontem, a Arena da Baixada era considerada o estádio mais atrasado do país. A partir de hoje, podemos nos considerar com o estádio mais avançado. A Arena já está 60% concluída. Eu sempre estive tranquilo quanto ao andamento da obra, porque sabia que assim que ela fosse iniciada, as coisas andariam normalmente”, disse o governador, Beto Richa.

O prefeito, Luciano Ducci, comemorou a parceria formada entre Governo do Estado, Prefeitura de Curitiba e diretoria do Atlético. “O início das obras no estádio prova que a grande parceria entre Governo do Estado, Prefeitura de Curitiba, Clube Atlético Paranaense e a sociedade deu certo.Seremos uma das melhores sedes do Mundial no Brasil e motivo de orgulho de todos os curitibanos e paranaenses”, disse Ducci.