Divulgação
Marcelo Oliveira promete muita luta para evitar rebaixamento do Atlético

A derrota de ontem por 1 a 0 para o Bahia, um concorrente direto na luta contra o rebaixamento, complicou a situação do Atlético dentro do Campeonato Brasileiro. Na 18ª colocação, o Furacão precisa torcer para o Palmeiras vencer o Ceará, nesta noite, para evitar que a distância para o primeiro time fora da zona do rebaixamento aumente de quatro para seis pontos.

Os próprios jogadores do Atlético admitem que a situação está cada vez mais complicada, mas o discurso é de otimismo para as 13 rodadas restantes do campeonato. O volante Marcelo Oliveira, por exemplo, é um dos homens de confiança do técnico Antônio Lopes, e apesar de pertencer ao Corinthians e estar apenas emprestado ao Furacão até o fim da temporada, diz que vai lutar até o fim para evitar a queda rubro-negra.

“Enquanto houver esperança, eu vou lutar até o fim, honrando a camisa do Atlético. Eu não vim aqui para ser rebaixado, não é porque eu tenho contrato com o Corinthians que eu penso em ir embora ano que vem. Se puder renovar, eu fico no Atlético de cabeça erguida, independente de divisão”, explicou o volante.

Oliveira disse que esse é o sentimento de todo o grupo atleticano e que nenhum jogador quer manchar seu currículo com um rebaixamento para a segunda divisão.”Não estou pensando que se cair eu vou embora e volto para o Corinthians. Eu quero ficar no Atlético, honrar essa camisa e se puder ficar para o ano que vem, eu fico sim. É horrível pro jogador ser rebaixado também e a gente vai lutar até o fim para que isso não aconteça”, completou.

Logo que chegou ao Furacão, Oliveira foi titular sob comando de Adílson Batista, mas nunca caiu nas graças da torcida rubro-negra. Com Renato Gaúcho, o jogador sequer foi aproveitado, mas a chegada de Antônio Lopes abriu novo espaço para o volante, que enfim conseguiu apresentar um bom futebol em algumas partidas do Atlético.

“Eu espero permanecer no time. Com o Renato eu não tive muito espaço, por opção do treinador mesmo. Agora quero aproveitar as oportunidades”, disse o jogador, que revela preferir jogar mal e o Atlético ganhar, do que jogar bem e ver o time perder.”É ruim quando a gente joga bem, mas o time perde. Eu não fico feliz, porque prefiro não fazer um jogo tão bem e o time vencer. Penso mais no coletivo do que no lado individual”, finalizou Marcelo Oliveira.

O volante deve ser mantido na equipe atleticana para a partida do próximo sábado, contra o Fluminense, a partir das 18h, na Arena da Baixada.