A equipe juvenil do Atlético Paranaense é finalista da Copa Brasil Sub-17, competição que está sendo disputada no Estado do Espírito Santo e reúne as principais forças do país na categoria. Nesta quinta-feira (21), o Furacão mostrou frieza nas cobranças de pênaltis e superou o Atlético-MG por 4 a 2, após um empate sem gols no tempo normal.

O destaque do dia ficou para o goleiro Lucas Macanhan, que defendeu duas cobranças mineiras no estádio Salvador Costa, em Vitória, capital capixaba. Tasca, Juninho, Marcos Guilherme e Otávio converteram em gols as quatro cobranças do CAP. Durante a partida, os atleticanos ainda atuaram com um jogador a menos, já que o volante Hernani recebeu o segundo cartão amarelo e em seguida o vermelho aos 21 minutos do segundo tempo.

É a primeira vez que um representante paranaense chega à decisão do torneio. Feito que o Rubro-Negro consegue logo na sua primeira participação. Agora, no caminho do título inédito, mais um time mineiro. É o Cruzeiro, que também busca seu primeiro título no campeonato e chega à finalíssima após superar o atual bicampeão Internacional por 2 a 1 em Jaguaré, norte capixaba, também nesta quinta-feira.

A decisão acontece neste sábado (23), às 10h da manhã, no estádio Salvador Costa, na capital espírito-santense.

Nos últimos nove meses, é a terceira vez que a equipe do técnico Pedrinho Maradona chega à decisão de um torneio. Campeão paranaense em novembro do ano passado, o Furacão também chegou à decisão na SC Cup Sub-16 no mês seguinte, quando ficou com o vice-campeonato. Em 2011, o time também acumula a liderança do Grupo D da Segunda Fase do Estadual Sub-17, competição em que também é dono da melhor campanha.

21 de julho de 2011, quinta-feira
ATLÉTICO PARANAENSE 0 (4) x 0 (2) ATLÉTICO MINEIRO
Copa Brasil Sub-17 – Semifinal
Local: Estádio Salvador Costa, Vitória (ES)
Árbitro: Devarly do Rosário
Assistentes: Leonardo Mendonça e Jonas Barcelo Rosa

Nos pênaltis:

Lucas Macanhan defendeu a cobrança de Donato: 0 a 0.
Anderson Tasca cobrou e fez, CAP 1 a 0;
Anderson fez para o Atlético-MG, 1 a 1;
Juninho cobrou e fez, CAP 2 a 1;
Emerson fez para o Atlético-MG, 2 a 2;
Marcos Guilherme coloca o CAP em vantagem novamente, 3 a 2.
Lucas Macanhan defende outra, desta vez a cobrança de Paulo Sérgio: 3 a 2 para o Furacão.
Otávio bate e faz o gol da classificação. Final, CAP 4 a 2.