Ao perder para o já rebaixado América-MG, o Atlético desperdiçou não só a chance de deixar a zona de rebaixamento, como a tranquilidade. Agora, além de vencer o clássico Atletiba, o time terá que torcer para que o Cruzeiro perca para o Galo e o Ceará, no máximo, empate com o Bahia no encerramento do Brasileirão.

Sem depender das próprias forças, o time também terá que conviver com as polêmicas que devem surgir ao longo da semana. A primeira delas é a divulgação de uma nota oficial no site oficial do Bahia, adversário do Ceará, que também luta para permanecer na Série A.

Em nota, o Tricolor de Aço parabenizou os times que voltaram à elite do futebol brasileiro, Portuguesa, Ponte Preta, Náutico e Sport e destacou o desejo de ver o Vozão também na Primeira Divisão no ano que vem. Tudo em nome do fortalecimento do futebol nordestino. “Que o Ceará também consiga permanecer na Série A, para que o futebol nordestino fique ainda mais fortalecido”, traz o último parágrafo da nota.

Com a forte reação das torcidas do Furacão e do Cruzeiro no Twitter, o presidente do clube baiano, Marcelo Guimarães Filho, se posicionou, tentando amenizar a situação. “Vamos em busca do triunfo contra o Ceará pra disputarmos a Sul-Americana em 2012”, disse em seu microblog.