Um dos jogadores menos queridos pela torcida do Atlético, o atacante Dagoberto, do São Paulo, ficará no banco de reservas na partida desta quarta-feira, a partir das 20h30, na Arena da Baixada. Essa será apenas a segunda vez que o jogador virá para Curitiba enfrentar seu ex-clube, desde que deixou o Furacão de maneira conturbada em 2007.

Na primeira vez em que jogou na Arena da Baixada, em 2009, Dagoberto foi hostilizado pela torcida rubro-negra desde que pisou no gramado até a hora em que foi substituído. Na partida de amanhã, o atacante ficará no banco de reservas, já que não vem tendo boas atuações e está em processo de negociação com o Internacional, clube que deve defender no ano que vem.

Na vaga de Dagoberto, o técnico Emerson Leão escalará Fernandinho. Além disso, o treinador tirou o zagueiro Luiz Eduardo do time e colocou o volante Denílson, mudando o esquema de jogo do São Paulo do 3-5-2 para o 4-4-2. No lugar de Luís Fabiano, suspenso, o escolhido foi Willian José. Com isso, o tricolor enfrenta o Furacão comRogério Ceni; Jean, Xandão, Rhodolfo e Cícero; Wellington, Denilson, Carlinhos Paraíba e Lucas; Willian José e Fernandinho.

Sabendo da pressão que a torcida do Atlético fará em Dagoberto, Leão disse que o jogador já sabe como é atuar na Arena da Baixada. “Ele vai e se tiver que jogar, vai jogar. O Dagoberto está mais vacinado do que todos nós sobre o que é jogar lá. A Arena é um lugar ótimo, maravilhoso. O único problema é quando chove. Quanto mais pressão, maior será o retorno”, disse o treinador são-paulino.