Por Guilherme Coimbra

Atlético jogou mal e foi superado pelo Foz do Iguaçu no Estádio do ABC (Divulgação/Atlético)

A tentativa do Atlético de emplacar a segunda vitória consecutiva no estadual foi brecada pelo Foz do Iguaçu, na noite deste sábado (4), no Estádio do ABC. Em jogo sem grandes chances e pouco produtivo, o time da fronteira bateu o Furacão com um gol solitário de Yannick, de pênalti, na etapa inicial, e chegou ao primeiro triunfo no Campeonato Paranaense. O Rubro-Negro agora volta as atenções para a Libertadores, pela qual entra em campo nesta terça-feira (7), contra o Universidad Católica, do Chile, às 21h, na Arena da Baixada.

O Foz do Iguaçu construiu a vitória através do erro rubro-negro. Aos 11 minutos do primeiro tempo, o goleiro Santos falhou e cometeu pênalti que Yannick converteu e deu a vitória ao Azulão. Na etapa final, o Furacão até esboçou evolução e procurou criar jogadas de ataque, mas esbarrou na baixa produtividade ofensiva e na retranca adversária para não conseguir chegar ao empate no oeste do Estado.

Atlético não produz e Foz abre o placar após falha de Santos

Em um primeiro tempo sem produção por parte do Atlético, melhor para o Foz do Iguaçu, que tomou as rédeas e aproveitou uma falha crucial do adversário para abrir o placar. Aos 11 minutos, o goleiro Santos tentou sair jogando errado e cometeu pênalti em Junior Cezar. Yannick cobrou bem a penalidade e abriu o placar para os mandantes.

Com dificuldade na criação e inoperante no ataque, o Furacão só ofereceu riscos aos 32 minutos, com Crysan, de bicicleta, mandando para a linha de fundo.

Sem grandes chances, Atlético sucumbe ao Foz na fronteira

O segundo tempo foi morno e sem grandes chances. Tentando segurar o placar, o Foz do Iguaçu pouco ameaçou. Aos 14 minutos, Bruno Flores tentou a melhor chance da equipe da fronteira. Em boa jogada, o camisa 10 bateu cruzado e exigiu boa defesa do goleiro Santos. Buscando o empate, o Atlético adotou uma postura mais ofensiva, mas também não conseguir criar grandes chances. As melhores oportunidades do Rubro-Negro vieram na parte final. Aos 36, João Pedro cobrou falta com perigo, mas mandou à direita do gol de Juninho. No apagar das luzes, aos 45, cruzamento da direita, a bola espirrou para o centro e o goleiro do Foz salvou no reflexo para garantir a vitória dos mandantes.

FICHA TÉCNICA
FOZ DO IGUAÇU 1X0 ATLÉTICO

Local: Estádio do ABC, Foz do Iguaçu (PR).
Data: 4 de março de 2017.
Horário: 20h.
Árbitro: Anderson Iraci Guimarães.
Assistentes: Pedro Martinelli Christino e Wagner Junior Bonfim Ledo.
Público e renda: Pagante: 1.297 | Total: 1.301 | R$ 23.135,00

Foz do Iguaçu: Juninho; Lima, Leandro Mendes, Gustavo e Luiz Beltrame; Felipe Hereda, Maceió (Léo Campos), Yannick (João Guilherme) e Bruno Flores; Junior Cezar e Alex Santos (Matheus Olavo).
Técnico: Allan Aal.

Atlético: Santos; Cascardo, Jacy, José Ivaldo e Renan Lodi; Luiz Otávio, Renan Paulino, Matheus Anjos (João Pedro), Crysan (Douglas Coutinho) e Yago; Murillo (Marcelinho).
Técnico: Bruno Pivetti.

Gol: Yannick [de pênalti] (FOZ) aos 12’ do primeiro tempo.
Cartões amarelos: Lima, Leandro Mendes, Felipe Hereda e João Guilherme (FOZ); Santos, Jacy, Renan Lodi e Luiz Otávio (CAP).
Cartão vermelho: Luiz Otávio (CAP).