Por Pedro Melo 

San Lorenzo quase não entrou em campo neste ano. (Divulgação/San Lorenzo)

O futebol argentino vive uma crise nunca vista antes em sua história e isso está atingido diretamente o San Lorenzo, um dos adversários do Atlético na fase de grupos da Libertadores. Como o retorno do Campeonato Argentino foi adiado três vezes, o time de Buenos Aires disputou apenas amistosos de pré-temporada e jogará apenas uma vez até a estreia na competição internacional contra o Belgrano na próxima sexta-feira (03).

A Associação de Futebol da Argentina (AFA) confirmou através de suas redes sociais o desmembramento da 15ª rodada. De acordo com informações do jornal Olé, a informação ainda é extra oficial, mas a AFA declarou, que os clubes que não entrarem em campo, serão punidos.

Até o momento, o San Lorenzo disputou apenas seis partidas de pré-temporada, sendo dois pelo Torneio de Verdão – empate com o Boca Juniors e vitória sobre o Estudiantes – e mais quatro amistosos – vitória contra o Argentinos Juniors, empate com o FC Dallas e derrotas diante de Independiente e Gimnasia y Esgrima de La Plata.

Caso o Campeonato Argentino retorne ao seu calendário normal, o San Lorenzo vai disputar apenas três partidas oficias até enfrentar o Atlético no dia 12 de março: Belgrano, Sarmiento e Flamengo.

Entenda a confusão que envolve o futebol argentino

Os clubes argentinos estão afundados em divididas e alguns deles estão sem pagar os salários desde agosto do ano passado. Porém, as equipes receberam uma boa notícia nesta quinta-feira (02) depois que o governo federal autorizou o pagamento da multa de 350 milhões de pesos (aproximadamente R$ 70 milhões) pelas rescisão do contrato do programa Fútbol para Todos, um dos programas do governo anterior que garantira a transmissão dos jogos do Campeonato Argentino e bancava todos os times. O projeto foi encerrado pelo atual presidente Maurício Macri e desde maio, ninguém está recebendo as cotas da televisão.