Por Esporte Banda B

Weverton vive expectativa de estrear pela seleção principal. (Leonardo Benassatto/Futura Press/Estadão Conteúdo)

Weverton mais uma vez foi convocado para a seleção brasileira, mas o amistoso contra a Colômbia deverá ser especial para o goleiro por dois motivos: a partida é uma homenagem para as vítimas da tragédia da Chapecoense e será a primeira partida do jogador atleticano pela equipe principal.

O goleiro foi chamado pela primeira vez na Olimpíada e se tornou o herói ao defender uma cobrança de pênalti na final sobre a Alemanha. Depois, esteve em todas as convocações da seleção principal desde a chegada do técnico Tite, mas ficou no banco de reservas.

Pelo caráter amistoso e com os jogadores ainda em pré-temporada, a expectativa é que Tite utilize todos os 23 convocados. “É uma oportunidade para mostrar um bom trabalho e poder fazer minha estreia na equipe principal da Seleção. É um desejo meu”, declarou o goleiro, em entrevista ao site oficial do Rubro-Negro.

Ao contrário do elenco atleticano, que retornou ao trabalho somente nesta semana, o capitão atleticano voltou aos treinamentos 10 dias antes. “O fato de ter voltado mais cedo me dá tranquilidade para jogar. Abri mão de dez dias das minhas férias e tive um tempo de trabalho maior. Eu me sinto muito bem treinado e preparado para encarar esse desafio, se for solicitado”, disse.

Toda a renda do amistoso será destinada para as famílias das vítimas do acidente. “É um momento especial, em que lembraremos nossos companheiros de trabalho que se foram. Além disso, amparar as famílias que ficaram e vão precisar da nossa solidariedade”, comentou Weverton.