Por João Pedro Alves

Em reunião extraordinária realizada na noite desta segunda-feira (17) em um hotel no centro de Curitiba, o Conselho Deliberativo do Atlético aprovou por unanimidade a proposta de ampliação do mandato da diretoria do clube em um ano. Com esse aval dos conselheiros, a ratificação da decisão fica na mão dos sócios rubro-negros, que votarão essa pauta em uma assembléia geral ainda sem data definida.

(Foto: Divulgação/Atlético)

Conselheiros se reuniram e votaram a favor da ampliação do mandato da diretoria rubro-negra (Foto: Divulgação/Atlético)

Esse foi apenas um dos itens que entrou em discussão na reunião que contou com mais de 150 conselheiros atleticanos. Com essa aprovação em massa, a tendência é que os mandatos de Mario Celso Petraglia no Conselho Administrativo e de Antônio Carlos Bettega no Conselho Deliberativo tenham um ano extra, passando de três para quatro o período no comando.

Dentro dessa proposta, está prevista a revisão e a reforma do Estatuto Social do Clube.

Arena como garantia para obras… da Arena

O outro assunto que esteve em pauta na reunião do Conselho Deliberativo foi a garantia que o Atlético dará para poder receber a última parcela do empréstimo do BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social), avaliada em R$ 65 milhões, e concluir as obras da Arena da Baixada para a Copa do Mundo 2014.

Novamente houve uma votação e os conselheiros também aprovaram de forma unânime que o próprio estádio seja dado como garantia para a complementação do financiamento. Assim, as reformas da casa rubro-negra passarão a custar R$ 330 milhões – um valor bem superior aos R$ 185 milhões previstos inicialmente.