Por Esporte Banda B

Furacão pode ficar sem a Arena da Baixada nas oitavas de final (Divulgação/Atlético)

Uma das armas mais poderosas do Atlético, a Arena da Baixada pode ser desfalque certo para o Furacão no mata-mata da Libertadores. Com a confirmação da utilização do estádio para a fase final da Liga Mundial de Vôlei, de 4 a 8 de julho, a data pode coincidir com a partida das oitavas de final da competição continental.

Caso avance para as oitavas de final da Libertadores em segundo lugar do Grupo 4, o Atlético será mandante na partida de ida e não poderá contar com a Arena da Baixada para o primeiro mata-mata da fase final do torneio. No calendário da Conmebol, os duelos de ida estão previstos para os dias 4,5 ou 6 de julho, conflitando com as datas do evento do vôlei – que acontecerá do dia 4 ao dia 8 do mês.

Para ter seu estádio nas oitavas de final, o Rubro-Negro terá então que avançar em primeiro lugar na chave, que faria com que a equipe decidisse a classificação em casa, ou seja, jogando a primeira partida longe de seus domínios. O Atlético está no Grupo 4 da Libertadores, que conta ainda com Flamengo, Universidad Católica-CHI e San Lorenzo-ARG.

O primeiro desafio atleticano será nesta terça-feira (7), às 21h, na Arena da Baixada, diante do Universidad Católica.