Por Pedro Melo

Ouça os gols da partida na narração de Marcelo Ortiz:

Atlético terminou a partida com 10 jogadores em campo. (Fábio Wosniak/Atlético)

O Atlético começou o Campeonato Paranaense com um ponto conquistado fora de casa. Priorizando a Copa Libertadores, o Rubro-Negro teve apenas dois titulares em campo e ficou no empate em 1 a 1 com o Rio Branco, em Paranaguá.

Mesmo com a equipe reserva, o Rubro-Negro abriu o placar logo aos oito minutos com Matheus Anjos, que estreou como profissional. Porém, logo no começo do segundo tempo, a defesa atleticana falhou na marcação e Darlan deixou tudo igual.

Agora, o Furacão volta todos seus pensamentos para a estreia na Libertadores contra o Millonarios na próxima quarta-feira (01), às 21h45, na Arena da Baixada. O próximo jogo pelo estadual é no sábado (04), às 17h, diante do PSTC.

Furacão sai na frente com Matheus Anjos

O técnico Paulo Autuori escalou apenas Weverton e Léo dos jogadores considerados titulares e deu a oportunidade para jovens jogadores vindo das categorias de base. Com bola rolando, o Rubro-Negro abriu o placar logo aos oito minutos com Matheus Anjos que recebeu o passe na entrada da área e chutou de bico para marcar o primeiro gol como profissional.

O Furacão seguiu melhor na partida e quase ampliou o marcador aos 21 minutos. Matheus Rossetto fez boa jogada pela esquerda e cruzou na cabeça de Murillo que parou em grande defesa de Dalton. Já aos 29, o Rio Branco deu um susto na torcida atleticana, mas Lúcio Curió perdeu a chance na frente do gol.

Nos minutos finais, o goleiro Weverton e o técnico Paulo Autuori reclamaram muito com a arbitragem após serem atingidos por cusparadas de torcedores do Rio Branco. “O que a gente fica triste é que há pouco tempo nós vimos uma tragédia com nossos companheiros e aí a bola começa a rolar e a gente vê a falta de respeito do torcedor”, declarou Weverton na saída para o intervalo.

Rio Branco empata a partida no segundo tempo

Na volta para o intervalo, o treinador Guilherme Macuglia colocou o atacante Juninho e a mudança surtiu efeito logo no primeiro minuto. Juninho cruzou a bola na área e Darlan cabeceou no canto direito para deixar tudo igual. O Rio Branco ganhou moral com o empate e por pouco não virou a partida. O volante Fidel fez boa jogada individual e parou em boa defesa de Weverton.

Em busca do gol da vitória, Crysan e Luis Henrique entraram em campo e o Atlético foi todo para o ataque. Aos 38 minutos, Crysan fez grande jogada individual, deu chapéu no adversário e arriscou chute de fora da área, mas o goleiro Darlan salvou. Já aos 42, Matheus Rossetto arriscou de fora da área, Darlan deu um leve desvio e a bola bateu no travessão.

Nos acréscimos, o atacante Luis Henrique arranjou confusão com jogadores do Rio Branco e foi expulso de campo. Já o zagueiro Vinicius deixou cartão amarelo. Porém, não deu tempo para o Rio Branco jogar com um atleta a mais e a partida terminou empatada.

FICHA TÉCNICA
RIO BRANCO 1X1 ATLÉTICO

Local: Estádio da Estradinha, em Paranaguá (PR).
Data: 29 de janeiro de 2017.
Horário: 17h.
Árbitro: Felipe Gomes da Silva (PR).
Auxiliares: Jefferson Cleiton Piva da Silva (PR) e Deniel Carvalho (PR).
Público e renda: 2.780 pagantes/3.160 presentes/R$ 99.500,00.

Rio Branco: Dalton; Ramon, Darlan (Ruan), Vinicius e Diego; Tiago Pedra, Camargo, Fidel e Minho; Lúcio Curió (Juninho) e Rafael Paraíba (Rafael Tavares).
Técnico: Guilherme Macuglia.

Atlético: Weverton; Léo, José Ivaldo, Marcão e Renan Lodi; Luiz Otávio, Matheus Rosseto, Matheus Anjos, Yago (Nicolas) e Bruno Rodrigues (Crysan); Murillo (Luis Henrique).
Técnico: Paulo Autuori.

Cartões amarelos: Ramon e Vinicius (RBR); José Ivaldo (CAP).
Cartão vermelho: Luis Henrique (CAP).
Gols:
Matheus Anjos (CAP), aos 8′ do primeiro tempo, e Darlan (RBR), à 1′ do segundo tempo.