Por Pedro Melo

Confira o gol da classificação atleticana na narração de Marcelo Ortiz:

Lucho González marcou o seu primeiro gol com a camisa do Atlético. (Divulgação/Atlético)

O Atlético está classificado para a fase de grupos da Libertadores. Depois do empate em 3 a 3 na ida, o Rubro-Negro superou a má campanha nos jogos fora de casa e conseguiu a vitória por 1 a 0 sobre o Deportivo Capiatá. O gol da classificação foi marcado pelo meia Lucho González.

Importante na vitória atleticana, o volante Otávio ressaltou que as duas classificações vão deixar o Furacão ainda mais fortes para a disputa da fase de grupos. “A gente sabia da dificuldade que seria aqui. Temos que trabalhar e sabemos que cada vez vai ficando mais difícil. Vamos entrar fortes na fase de grupos”, declarou.

Com a vaga, o Rubro-Negro entrará no grupo 4 ao lado de Universidad Católica, do Chile, San Lorenzo, da Argentina, e Flamengo. A primeira rodada será no dia 07 de março contra o Universidad Católica, às 21h, na Arena da Baixada.

Lucho González coloca o Atlético na frente

Precisando da vitória, o técnico Paulo Autuori colocou Carlos Alberto na vaga de Felipe Gedoz para dar mais criatividade ao meio-campo. Com bola em jogo, o Rubro-Negro aproveitou lance de escanteio para sair na frente aos 11 minutos. Após cobrança de escanteio, Paulo André desviou de cabeça e Lucho González aproveitou momento de oportunismo para abrir o placar.

Logo após o gol, a defesa atleticana deu bobeira e quase sofreu o gol de empate. Gamarra recebeu nas costas dos zagueiros, chutou na saída de Weverton e a bola passou muito perto do travessão. O Deportivo Capiatá continuou pressionando em busca do gol de empate, mas falhou no momento da finalização.

Furacão segura a vantagem e conquista a vaga

Na volta do intervalo, o Furacão explorou o contra-ataque e perdeu uma boa chance aos 10 minutos com Lucho González que passou perto do travessão. Na sequência, o Capiatá respondeu e Pérez cabeceou com muito perigo para Weverton.

Preocupado com a pressão do Capiatá, Autuori colocou Wanderson na defesa e mudou o esquema para três zagueiros. O Capiatá seguiu no ataque e parou na forte marcação do Atlético. No ataque, o Furacão teve duas chances no contra-ataque e Nikão demorou para chutar nas duas. Nos minutos finais, o time paraguaio foi todo para o ataque, pressionou os defensores, mas o Rubro-Negro segurou a vitória e conquistou a vaga.

FICHA TÉCNICA
DEPORTIVO CAPIATÁ 0X1 ATLÉTICO

Local: Estádio Deportivo Capiatá, em Capiatá (PAR).
Data: 22 de fevereiro de 2017.
Horário: 21h45
Árbitros: Nestor Pitana (ARG).
Assistentes: Gustavo Rossi (ARG) e Diogo Bonfa (ARG).

Deportivo Capiatá: Medina; Bonet, Ortigoza e González; Martínez, Ledesma, Alexis González (Cristian López) e Noguera (López); Mendieta (Pérez); Irrazábal e Gamarra.
Técnico: Diego Gavilán.

Atlético: Weverton; Jonathan, Paulo André, Thiago Heleno e Sidcley; Otávio, Lucho González (Wanderson) e Carlos Alberto (Felipe Gedoz); Nikão, Pablo e Grafite (Luis Henrique).
Técnico: Paulo Autuori.

Cartões amarelos: Alexis González e Irrazábal (DCA); Grafite, Lucho González, Pablo, Carlos Alberto, Nikão e Weverton (CAP).
Gol: Lucho González (CAP), aos 35′ do primeiro tempo.