Por Pedro Melo

Nikão foi um dos dois titulares que jogou contra o PSTC. (Divulgação/Atlético)

O Atlético levou um grande susto, mas se salvou da derrota dentro da Arena da Baixada nos minutos finais. Com uma equipe praticamente reserva, o Rubro-Negro perdia para o PSTC, mas conseguiu empate em 2 a 2 quase nos acréscimos.

Depois de um primeiro tempo sem grandes emoções, os quatro gols da partida saíram nos minutos finais. O Furacão saiu na frente em gol de Matheus Rossetto e levou a virada com Carlos Henrique e Erik. Porém, Matheus Anjos deixou tudo igual novamente em cobrança de pênalti.

Com o resultado, o Atlético segue sem vencer no Campeonato Paranaense e soma apenas dois pontos em duas partidas. O Rubro-Negro agora volta todas as suas atenções para a Libertadores e decide vaga na terceira fase contra o Millonarios na próxima quarta-feira (08).

Primeiro tempo sem gols

Preocupado com a Libertadores, o técnico Paulo Autuori escalou apenas dois titulares – Weverton e Nikão – e colocou vários jogadores vindo das categorias de base. Com bola rolando, o PSTC tentou armar jogadas no contra-ataque nos minutos iniciais, mas não levou perigo para o goleiro Weverton.

A grande chance do Rubro-Negro no primeiro tempo foi aos 38 minutos. Juninho recebeu o passe e mandou de primeira para o gol, mas Juninho estava atento ao lance e mandou para escanteio. Já aos 45, o PSTC quase surpreendeu em chute de longe do lateral Paulinho que passou raspando no travessão.

Quatro gols no segundo tempo e partida empatada

Na volta para o segundo tempo, o jogo continuou em ritmo até aos sete minutos, quando o Atlético marcou o primeiro gol da partida. Matheus Anjos cruzou a bola nos pés de Matheus Rossetto que dominou com muita tranquilidade e chutou com força para o fundo das redes.

O Furacão parecia administrar a vitória parcial, mas o PSTC chegou ao empate aos 22 minutos. Carlos Henrique foi derrubado por Marcão na área e ele mesmo cobrou com muita força no ângulo esquerdo para deixar tudo igual. Aos 26, Erik fez boa jogada individual e Weverton tirou o gol com a ponta dos dedos.

Porém, no lance seguinte, Boré cobrou escanteio na área, o mesmo Erik aproveitou falha da defesa atleticana e virou a partida de cabeça. Já aos 43, Cléverson colocou a mão na bola e o árbitro marcou a penalidade máxima. Na cobrança, Matheus Anjos teve muita tranquilidade para deixar tudo igual.

FICHA TÉCNICA
ATLÉTICO 2X2 PSTC

Local: Arena da Baixada, Curitiba (PR).
Data: 04 de fevereiro de 2017.
Horário: 17h.
Árbitro: Edivaldo Elias da Silva (PR).
Auxiliares: João Fábio Machado Brischiliari (PR) e Giovani Marlus de Oliveira Massoquetto (PR).
Público e renda: 10.077 presentes/R$ 193.710,00.

Atlético: Weverton; Léo, Zé Ivaldo, Marcão e Nicolas; Luiz Otávio, Matheus Rossetto, Nikão, Matheus Anjos e Crysan (Bruno Rodrigues); Murillo (Renan Lodi).
Técnico: Paulo Autuori.

PSTC: Juninho; Paulinho, Lucas Trindade (Cléverson), Marcão e Boré; Denílson, Somália, Erik e Dener (Léo Costa); Neverton (Lucão) e Carlos Henrique.
Técnico: Reginaldo Vital.

Cartão amarelo: Lucas Trindade, Cléverson e Paulinho (PSTC).
Gols: Matheus Rossetto (CAP), aos 7′ do segundo tempo, Carlos Henrique (PSTC), aos 22′ do segundo tempo, Erik (PSTC), aos 27′ do segundo tempo, e Matheus Anjos (CAP), aos 43′ do segundo tempo.