Pego no exame antidoping por uso de cocaína na partida contra o CRB, no último dia 09 de junho, o goleiro Rodolfo, do Atlético, será julgado na próxima segunda-feira, às 17h, pela 1ª Comissão Disciplinar do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD).

A situação do atleta, no entanto, se complicou nesta quarta-feira, quando foi confirmado um segundo antidoping positivo para cocaína, no duelo diante do Ceará, em 23 de junho. A contra-prova será feita entre os dias 15 e 17 de agosto, após o julgamento da semana que vem.

O jogador, que admitiu ser dependente químico, está internado em regime fechado em uma clínica de reabilitação aqui de Curitiba para superar esse vício, contando com total apoio do Atlético, que manteve o contrato com o arqueiro.

O advogado do clube, dr. Domingos Moro, já vem trabalhando há algum tempo na defesa do atleta, mas já alertou que será impossível livrá-lo de uma punição, que pode variar de seis meses até dois anos afastado dos gramados.

Rodolfo viajará para o Rio de Janeiro para acompanhar pessoalmente o seu julgamento.