Confira os gols e o pênalti da classificação do Atlético:

Atlético avançou nos pênaltis diante do Ceará (LC Moreira/Estadão Conteúdo)

Foi sofrido, mas o Atlético está classificado na Copa do Brasil. Depois de um novo empate no tempo normal diante do Ceará, desta vez por 1 a 1, na noite desta quarta-feira (15), na Arena Castelão, a equipe paranaense derrotou os cearenses nos pênaltis, por 6 a 5, e garantiu a vaga na quarta fase da competição.

O Furacão abriu o placar logo em sua primeira chegada na partida. Aos 13 minutos, Thiago Carleto cruzou da esquerda e encontrou Guilherme, que emendou um voleio direto para as redes do goleiro Everson, que não encontrou nada. Mas o principal fantasma do time principal rubro-negro até então na temporada voltou a atormentar. Aos 33 minutos, Pio cruzou da direita, a defesa falhou e Felipe Azevedo apareceu livre na pequena área para cabecear e empatar o duelo.

Com poucas chances para  ambos os lados, o segundo tempo foi ainda mais frio e o empate persistiu no placar. Os dois times conseguiram criar apenas na parte inicial. O Atlético tentou chegar no início com jogada de Matheus Rossetto pela direita, mas o chute cruzado parou em Everson. O Vozão, por sua vez, tentou com chute de longe de Rafael Carioca, mas o goleiro Santos segurou e evitou.

Na próxima fase, o Rubro-Negro aguarda a definição do seu adversário, que sairá através de sorteio.

Atlético sai na frente, zaga falha e Ceará iguala

Com um começo morno de jogo, as duas equipes demoraram para criar chances de perigo na partida. Na primeira oportunidade, o Atlético tratou logo de tirar o zero do placar. Aos 13 minutos, Thiago Carleto cruzou da esquerda e Guilherme acertou um belo voleio para colocar os visitantes na frente.

Mesmo sem ser ameaçado pelo adversário no jogo, o Furacão voltou a sofrer com um problema crônico da equipe principal na temporada: as bolas cruzadas. Aos 33 minutos, Pio cruzou da direita, Arthur Cabral ajeitou para o meio e Felipe Azevedo apareceu livre na pequena área para cabecear no fundo das redes de Santos e igualar tudo na etapa inicial.

Times criam pouco e empate persiste

Sofrendo com problemas físicos, o técnico Fernando Diniz teve que promover as três alterações por lesão. Depois de perder Wanderson no primeiro tempo, o treinador teve que tirar Jonathan no intervalo e Raphael Veiga na etapa final. Com dificuldades, o time pouco conseguiu criar chances de perigo.

Aos três minutos, Rossetto teve a oportunidade de recolocar o Rubro-Negro na frente, depois de disparar em velocidade pela direita e bater cruzado, forçando o goleiro Everson a fazer boa defesa. O Ceará tentou responder e ameaçar a meta defendida pelo goleiro Santos, mas a única grande chegada dos cearenses foi com chute de forte de Rafael Carioca, aos nove minutos, que desviou no árbitro e por pouco não surpreendeu o arqueiro atleticano, que conseguiu fazer a defesa.

Sem conseguir criar grandes chances no decorrer da segunda etapa, os dois times viram o duelo terminar empatado e a vaga ser decidida nas penalidades máximas.

Santos brilha e Atlético avança na competição

As duas equipes abriram convertendo as cobranças, com Pio fazendo para o Ceará e Guilherme marcando para o Atlético. Concluindo com Lucho González, Paulo André e Zé Ivaldo, o Furacão viu o adversário desperdiçar com Felipe Azevedo e esteve próximo de matar o duelo com Thiago Carleto, mas o lateral-esquerdo parou no goleiro Everson. Nas cobranças alternadas, Lucas Ribamar e Esteban Pavez converteram e o goleiro Santos defendeu a cobrança de Wescley, garantindo a classificação rubro-negra para a quarta fase da Copa do Brasil.

FICHA TÉCNICA
CEARÁ (5) 1X1 (6) ATLÉTICO

Local: Arena Castelão, em Fortaleza (CE).
Data: Quinta-feira, 15 de março de 2018.
Horário: 21h30.
Árbitro: André Luiz de Freitas Castro (GO).
Assistentes: Leone Carvalho Rocha (GO) e Márcio Soares Maciel (GO).
Público e renda:

Ceará: Everson; Pio, Luiz Otávio, Valdo e Rafael Carioca (Romário); Richardson, Juninho e Ricardinho (Douglas Coutinho); Andrigo, Felipe Azevedo e Arthur Cabral (Wescley).
Técnico: Marcelo Chamusca.

Atlético: Santos; Wanderson (Zé Ivaldo), Esteban Pavez e Paulo André; Jonathan (Camacho), Matheus Rossetto, Raphael Veiga (Lucho González) e Thiago Carleto; Guilherme, Nikão e Lucas Ribamar.
Técnico: Fernando Diniz.

Gol: Guilherme (CAP) aos 13′ e Felipe Azevedo (CEA) aos 33′ do primeiro tempo.
Cartão amarelo: Matheus Rossetto e Guilherme (CAP).