O volante Cléber Santana foi contratado pelo Atlético à pedido do então técnico Adilson Batista. Mas o comandante pouco aproveitou o jogador, que insatisfeito com a reserva, pensou até em deixar o Furacão e voltar ao São Paulo. A chegada de Renato Gaúcho mudou de vez esse panorama. Hoje Cléber Santana é titular absoluto do rubro-negro e até capitão da equipe.

Com boas atuações e até mesmo gols decisivos (é o artilheiro do Atlético no Campeonato Brasileiro, com três gols), o volante caiu nas graças da torcida e agora comemora a boa fase que vive dentro do Furacão, depois de um início ruim com a camisa rubro-negra.”O futebol é dessa maneira, às vezes a gente é criticado e precisa saber lidar com isso. Graças a Deus eu sempre tive tranquilidade. Não tive sequência com o Adilson e não pude mostrar todo meu futebol. Agora tive uma sequência, to feliz e sempre procurando fazer meu melhor”, afirmou.

Cléber Santana foi outro jogador a atribuir a melhora de rendimento do Atlético à chegada de Renato Gaúcho.”O Renato quando chegou, já posicionou o time da maneira que ele queria e nos passou muita confiança. A equipe vem tendo uma sequência boa, quase sempre é a mesma formação. Nosso grupo é forte e está focado em sair da zona do rebaixamento”, disse o capitão atleticano.

Para o volante, a confiança passada pelo treinador foi fundamental até mesmo para melhorar o clima entre os jogadores e agora todos sabem exatamente como se ajudar dentro de campo.”O nosso pensamento é ir somando cada vez mais pontos, porque se perde ou empata um jogo já volta pra zona do rebaixamento”, completou Cléber Santana, comemorando o fato do Atlético estar pela primeira vez fora da zona do rebaixamento do Brasileirão.

O Furacão é o 16º colocado da competição, com 16 pontos, e amanhã enfrenta o lanterna América-MG, a partir das 16h, na Arena da Baixada, buscando se manter fora da zona da degola.