Por Pedro Melo 

Weverton não levou gols nas cinco partidas disputadas. (Lucas Figueiredo/Mowa Press/CBF)

Weverton não levou gols nas cinco partidas disputadas. (Lucas Figueiredo/Mowa Press/CBF)

O Brasil garantiu a vaga para a grande final dos Jogos Olímpicos ao golear a seleção de Honduras por 6 a 0 e o goleiro Weverton segue como o único goleiro da competição a não levar gols em sete partidas. O fato foi até exaltado pela FIFA em seu perfil oficial.

Agora, Weverton vai em busca da medalha de ouro e também do recorde de terminar a edição da Olimpíada sem ser vazado. Em toda a história, apenas uma seleção passou as seis partidas da competição invicta em sua defesa: a Argentina, campeã em 2004.

Na ocasião, o goleiro argentino foi Germán Lux que não levou nas partidas contra Sérvia e Montenegro, Tunísia, Austrália, Costa Rica, Itália e Paraguai. A atuação de Lux na grande decisão contra os paraguaios foi considerada como a “mais brilhante” do campeonato”

Weverton já igualou o feito do argentino e de mais dois goleiros que chegaram a grande final sem levar gols. Em 1992, o espanhol Cañizares não levou gols até a grande decisão, foi vazado em duas oportunidades na final contra o Polônia, mas ganhou o ouro. Já em 1912, o britânico Ronald Brebner também foi campeão olímpico, sofreu gols somente na decisão, porém, jogou apenas três vezes.

Em entrevista à TV Globo, o goleiro brasileiro pediu o apoio da torcida para conquistar a inédita a medalha de ouro. “A gente está se fortalecendo cada vez mais, juntos e unidos e com o apoio do torcedor vamos buscar essa medalha inédita para o Brasil”, declarou.