Divulgação
Cléber Santana prega união para livrar o Atlético do rebaixamento

A situação do Atlético no Campeonato Brasileiro não é nada boa. Restando 17 rodadas para o fim da competição, o Furacão precisa somar 27 pontos para chegar a 45 pontos, número considerado suficiente para escapar do rebaixamento. Se não bastasse isso, o Furacão está na 19ª colocação (vice-lanterna), a cinco pontos do primeiro time fora da zona da degola.

O volante Cléber Santana admite que o momento é delicado, mas demonstra toda confiança possível em tirar o Atlético dessa situação incômoda.”Temos que conquistar pelo menos 55% dos pontos e tenho certeza que vamos conseguir essa meta. Só nós jogadores podemos resolver isso, dentro de campo. Independente de quem começar jogando, temos que dar o nosso melhor em campo, em todas as partidas”, afirmou o capitão rubro-negro.

Para o volante, o momento não é de ficar apontando erros que levaram o Atlético à zona do rebaixamento do Brasileiro, mas sim de união entre grupo, diretoria e torcedores.”Não podemos ficar achando culpado e abaixar a cabeça, temos que fazer o melhor pelo grupo. Temos que nos cobrar uns aos outros, nosso próximo jogo é difícil, mas dentro de casa é a gente quem tem que mandar”, completou Cléber Santana, afirmando queo Atlético tem todas as condições de vencer o Palmeiras nesta quarta-feira, a partir das 21h50, na Arena da Baixada.

Na última partida (derrota por 4 a 0 para o Grêmio, na estreia de Antônio Lopes), Cléber Santana jogou mais recuado, diferente do posicionamento adotado quando Renato Gaúcho era treinador do Furacão. “Conversando com o Lopes, a gente vai acertando o melhor posicionamento para a equipe”, disse Cléber Santana.