Por Rodrigo Dornelles com informações de Felipe Dutra

A ótima vitória fora de casa sobre o Cruzeiro já ficou para trás e o Atlético agora foca nos próximos compromissos pelo Brasileirão para se consolidar entre os primeiros colocados. Serão dois jogos seguidos na Arena da Baixada e a oportunidade da equipe fazer o dever de casa e colar nos líderes. Para confirmar o fator local, o técnico Paulo Autuori quer o time puxando a torcida e alerta para os perigos das partidas como mandante.

Projetando um ambiente favorável para o time dentro da Baixada, o treinador fala da necessidade de os jogadores chamarem a torcida. “É a importância da equipe no jogo puxar os torcedores. Quando se cria essa atmosfera, reciprocidade entre jogadores e torcedores, isso é a beleza do futebol e a gente trabalhar para isso, às vezes conseguimos, às vezes não. Mas quando entramos é isso, trabalhar bem, jogar bem, fazer com que a equipe esteja conosco porque cria um ambiente favorável a nós e complicado para o adversário”, comentou Paulo Autuori.

Paulo Autuori alerta sobre perigos dos próximos jogos. (Divulgação/ Atlético)

Paulo Autuori alerta sobre perigos dos próximos jogos. (Divulgação/ Atlético)

Com mais de 88% de aproveitamento na Arena da Baixada neste Brasileirão, o Furacão mostra força em casa. Mas Autuori alerta para os perigos dos próximos jogos. “São momentos perigosos. O desafio é ganhar o jogo independente de ter ganho do Cruzeiro. Logicamente dentro de casa o time é forte até pelo ambiente, a torcida. É uma oportunidade que temos, mas acima de tudo um desafio. Vamos enfrentar uma adversário extremamente difícil, o Vitória certamente virá aqui sabendo das dificuldades que terá. E temos que fazer com que essas dificuldades realmente aconteçam, isso depende da atitude mental e competitiva que tivermos, são as duas coisas mais importantes quando se fala em uma equipe de futebol. A qualidade técnica, óbvio, é fundamental, mas a atitude mental e nível competitivo que demonstra, espero que agente possa dar um passo adiante em relação a isso e que seja traduzido em vitória”, afirmou o comandante.

Uma atuação recente serve como espécie de modelo para o treinador no que diz respeito ao equilíbrio durante a partida. Em várias oportunidades, o jogo contra o Grêmio, vencido pelo Rubro-negro por 2 a 0 na Baixada, foi citado pelo técnico. “Não temos que estar preocupados em título, G4, descenso, temos que estar preocupados em fazer bem o nosso trabalho, se fizermos tenho certeza que temos tudo para fazer uma campanha muito boa no Brasileiro. O caminho é árduo, longo, difícil, faltam muitos jogos o grau de dificuldade vai aumentando. Temos que estar prontos para isso, estamos apenas trabalhando e o que queremos é um jogo equilibrado do início ao fim, como fizemos contra o Grêmio aqui”, disse Paulo Autuori.

O Furacão recebe o Vitória na Baixada no domingo (17), a partir das 16h. Para o Atlético, a partida pode significar o ingresso no G4 e uma aproximação aos líderes da competição. Para o Leão baiano, os três pontos serviriam para afastar ainda mais a equipe da zona de rebaixamento e encostar a equipe na briga pelas posições mais altas da tabela.