Por Guilherme Coimbra com informações de Monique Vilela

Grafite celebrou o gol na estreia e a vantagem adquirida para a volta (Divulgação/Atlético)

Com gol do estreante Grafite, o Atlético saiu na frente do Millonarios, na noite desta quarta-feira (1), na Arena da Baixada, pela segunda fase da Taça Libertadores. A vitória pelo placar mínimo dentro de casa deu vantagem para o Rubro-Negro para a volta, na próxima semana, em Bogotá. Depois da partida, o camisa 23 comemorou a estreia com bola na rede e reforçou a necessidade da equipe evoluir para não passar sufoco no duelo na Colômbia.

Autor do gol da vitória rubro-negra, o atacante Grafite celebrou a boa estreia na Libertadores diante de um adversário complicado e que veio para Curitiba buscando surpreender o Furacão.

Eu estou feliz pelo resultado em si. Sair na frente em um mata-mata como esse é importante, fez valer nosso fator casa. Temos a vantagem mínima e vamos levar essa vantagem para a Colômbia. A equipe do Millonários nos surpreendeu bastante pelo estilo que vieram, saindo para o jogo. Eu particularmente achava que eles viriam mais cadenciados, mais fechados. Mas mesmo assim nós conseguimos sair da marcação deles e fizemos o gol de pênalti. Eu fico feliz por ter estreado, ter aguentado os 90 minutos e feito o gol que nos dá mais tranquilidade para trabalhar na semana”, destacou.

Em campo durante os 90 minutos, o camisa 23 ainda destacou a importância de evoluir fisicamente para a sequência da Libertadores. “A parte física ainda pesa bastante, mas eu creio que com a sequência de jogos nós vamos conseguir alcançar esse ritmo para haver uma melhora. Sabemos que podemos melhorar e fazermos mais do que apresentamos hoje, mas começo de temporada é complicado. Esperamos que nos próximos jogos possamos estar melhor tecnicamente e fisicamente para não passar o sufoco que passamos hoje”, disse.

Grafite frisou a necessidade da equipe fazer uma partida melhor em Bogotá para não correr riscos diante do Millonarios, na partida de volta, na próxima semana. “Não é o resultado suficiente para jogarmos tranquilos. É o placar mínimo, mas é uma vantagem. Então eles vão ter que sair para o jogo lá como saíram aqui, que nos surpreendeu bastante. Vamos para a Colômbia tentar fazer um jogo até melhor do que fizermos hoje. Sabemos que tomando um gol lá, a decisão pode ir para os pênaltis. Se marcarmos gol, ampliamos a vantagem”, comentou. “Valeu por essa noite. Foi um jogo complicado, mas eu creio que temos totais condições de conseguir um bom resultado lá também”, concluiu.

Forte mais uma vez na marcação, o Atlético encontrou dificuldades no campo de ataque durante o duelo. “Somos uma equipe que marca bastante, que tem a força defensiva um dos pontos mais fortes. Vamos tentar equilibrar essa equipe tendo um ataque positivo, mais forte, que cria mais chances e marca mais gols. Assim nós podemos ter mais chances de chegar à fase de grupos da Libertadores. Essa semana será fundamental para trabalharmos esses aspectos e na semana que vem conseguir fazer um jogo melhor do que hoje”

O Atlético volta a campo no sábado (4), para encarar o PSTC, às 17h, na Arena da Baixada, em jogo válido pela terceira rodada do Campeonato Paranaense. A partida de volta pela segunda fase da Libertadores contra o Millonarios acontece na próxima quarta-feira (8), às 21h45, no Estádio El Campín, em Bogotá, na Colômbia.

Confira a entrevista coletiva de Grafite após a vitória rubro-negra: