10 de dezembro de 1995. Mogi Mirim x Atlético-PR se enfrentavam no estádio Wilson Fernandes de Barros, no interior paulista. Um gol de Paulo Rink aos 19 minutos do primeiro tempo consolidou a volta do Furacão à primeira divisão do Campeonato Brasileiro depois de dois anos de sofrimento na Série B. De lá pra cá, passaram-se 16 anos com o Rubro-Negro ininterruptamente na Série A.

Até o dia 4 de dezembro de 2011, que cravou o rebaixamento rubro-negro para a Série B do Brasileirão. Foram 16 anos consecutivos na primeira divisão, com direito até a título nacional em 2001 e vice-campeonato brasileiro em 2004. Mas em 2012, o Furacão será obrigado a traçar novamente o caminho trilhado por Ricardo Pinto, Alex Lopes, Paulo Rink, Oséas, e tantos outros que deram ao Rubro-Negro seu primeiro título brasileiro, o da Série B de 1995.

O Atlético era, até este domingo, o sexto time há mais tempo na Série A, perdendo apenas para as cinco equipes que nunca foram rebaixadas (Internacional, Cruzeiro, Santos, São Paulo e Flamengo). Mas 2011 realmente não foi um bom ano para o Furacão, que passou todas as 38 rodadas do campeonato na zona do rebaixamento, e somente um milagre evitaria o retorno do Rubro-Negro à Segunda Divisão, competição que a equipe atleticana já disputou em cinco oportunidades.

A última participação rubro-negra na Série B foi em 1995 (como citado acima). Antes disso, o Furacão esteve na Segundona em 1980, 1982, 1990 e 1994. A edição do Brasileiro de 1982 possui uma particularidade: o Atlético não conseguiu, inicialmente, se classificar para a Taça de Ouro, equivalente à primeira divisão, e por isso, disputou a Taça de Prata. Com base no regulamento da época, o Atlético conseguiu, no mesmo ano, avançar para a Taça de Ouro, ficando pouquíssimo tempo na Taça de Prata.

Em 1989, caiu no campo, mas retornou logo no ano seguinte, sendo vice-campeão da Série B de 1990 (o Sport foi o campeão). Mas a passagem pela primeira divisão durou apenas três anos, e em 1993, o Furacão viveu seu último rebaixamento antes da queda em 2011. Em 1994, o acesso escapou por pouco, mas em 1995, o Atlético enfim voltava à Série A, campeão e em grande estilo, mas os torcedores jamais esperavam ter que sentir novamente o gosto amargo do rebaixamento, como aconteceu neste 4 de dezembro de 2011.