Ouça os gols da vitória rubro-negra na narração de Marcelo Ortiz:

Atlético construiu vitória com facilidade no primeiro tempo (Geraldo Bubniak/AGB/Estadão Conteúdo)

A torcida rubro-negra tem motivos de sobra para comemorar. Após a conquista do título estadual pelo time alternativo no fim de semana, o Atlético voltou a campo nesta quinta-feira (12), desta vez com a equipe principal, e venceu com autoridade o Newell’s Old Boys, por 3 a 0, na Arena da Baixada, garantindo uma boa vantagem para garantir a classificação à segunda fase da Copa Sul-Americana.

A vitória foi construída com facilidade ainda no primeiro tempo. Pressionando desde o início, o Furacão abriu o placar aos nove minutos, quando Pablo aproveitou saída ruim do goleiro e cabeceou para o fundo das redes. Amassando o adversário a todo momento, o Rubro-Negro chegou ao segundo, aos 30 minutos, com Nikão chutando de fora da área, no canto de Pocrnjic. Pouco depois, aos 36, após cruzamento da direita, Nikão ajeita dentro da área e Guilherme chuta forte, marcando o terceiro dos mandantes.

O Atlético diminuiu o ritmo na etapa final, mas seguiu sem encontrar dificuldades. Diante de um adversário que nada criou, o time da casa demorou para ameaçar e só criou boas oportunidades na segunda metade do tempo complementar. O Furacão insistiu em chances de Guilherme, Rossetto e Pablo, que chegou a balançar as redes do Newell’s, mas teve o gol anulado pela arbitragem.

Com a vitória elástica, o Rubro-Negro pode perder por até dois gols de diferença para o Newell’s Old Boys no jogo de volta, dia 10 de maio, às 19h15, no El Coloso Del Parque, em Rosário, na Argentina, para garantir a classificação à segunda fase da Copa Sul-Americana.

Atlético domina e goleia já no primeiro tempo

Diante de um adversário limitado, o Furacão não encontrou dificuldades para construir um placar elástico na primeira parte do duelo. Pressionando desde o início, o primeiro grito de “uh” da torcida saiu dos pés de Nikão, aos oito minutos, quando finalizou após sobra e levou perigo. Mas, no minuto seguinte, o coro foi de comemoração. Guilherme cobrou escanteio na área, o goleiro Pocrnjic saiu mal da meta e Pablo cabeceou para o fundo das redes, inaugurando o placar.

Com o Newell’s Old Boys encontrando dificuldades e abusando dos erros, o Rubro-Negro seguiu sendo oportunista e criando chances de ampliar o placar. Aos 26 minutos, na bola parada, Guilherme assustou e forçou o arqueiro do time argentino a espalmar. Mas não demorou muito para o segundo gol sair. Aos 30, Nikão recebeu pela direita, puxou para o meio e soltou a canhota de fora da área para ampliar. Pouco depois, aos 36, o camisa 11 apareceu novamente, desta vez para servir. Depois de boa jogada pela direita, Nikão recebeu cruzamento na área e ajeitou para Guilherme, que chutou forte e estufou as redes de Pocrnjic, marcando o terceiro gol atleticano.

Ritmo cai, mas Furacão não sofre sustos

Com menor intensidade do que nos 45 minutos iniciais, o Atlético produziu menos na primeira metade do segundo tempo. No entanto, o time não teve problemas que pudessem ameaçar a boa vantagem, uma vez que o adversário seguiu inoperante.

O Furacão conseguiu se soltar e voltar a ameaçar apenas na segunda parte da etapa final. Aos 25 minutos, em cobrança de falta, Guilherme levantou na área e encontrou Pablo livre. O camisa 5 cabeceou e forçou Pocrnjic a espalmar para evitar o quarto. Pouco depois, aos 30, Rossetto recebeu belo passe na área, tentou tirar do goleiro, que deu rebote e a defesa do Newell’s por pouco não mandou contra o próprio gol.

No lance seguinte, o Rubro-Negro chegou a balançar as redes do time argentino mais uma vez. Aos 31 minutos, Guilherme chutou forte, Pocrnjic deu rebote e Pablo completou para o gol. Em cima do lance, a arbitragem marcou corretamente o impedimento. Mas o quarto tento não fez falta. Com tranquilidade, o Atlético vence o Newell’s Old Boys e levará larga vantagem para o duelo de volta.

FICHA TÉCNICA
ATLÉTICO 3X0 NEWELL’S OLD BOYS

Local: Arena da Baixada, em Curitiba (PR).
Data: Quinta-feira, 12 de abril de 2018.
Horário: 19h15.
Árbitro: Gery Vargas (BOL).
Assistentes: Juan Montaño (BOL) e Reluy Vallejos (BOL).
Público e renda: 10.158 pagantes | 11.010 total | R$ 222.490,00

Atlético: Santos; Esteban Pavez, Thiago Heleno e Paulo André; Matheus Rossetto, Lucho González, Camacho (Bruno Guimarães) e Renan Lodi; Nikão (Ribamar), Guilherme (Felipe Gedoz) e Pablo.
Técnico: Fernando Diniz.

Newell’s Old Boys: Pocrnjic; San Román, Varela, Fontanini e Evangelista; Sills, Rivero, Figueroa (Denis Rodríguez), Torres e Fertoli (Alexis Rodríguez); Opazo (Treppo).
Técnico: Omar de Felippe.

Gols: Pablo aos 9′, Nikão aos 30′ e Guilherme (CAP) aos 36′ do primeiro tempo.
Cartões amarelos: Renan Lodi (CAP); Fontanini e Opazo (NOB).