Após perder a 13ª partida no Campeonato Brasileiro, o Furacão terá que emendar uma sequência digna de líder para se manter na elite do futebol nacional. Isso porque, segundo o matemético Tristão Garcia, o risco de o Furacão cair para a Segunda Divisão chega a 73%.Com modestos 32% de aproveitamento e apenas 27 pontos conquistados, o Atlético precisa de pelo menos mais seis vitórias nas próximas dez partidas. O número é baseado na média de pontos que livra o time da degola: 44 pontos.

Até o fim do Brasileiro, o time tem cinco jogos em casa e cinco fora.Entre os adversários estão os diretamente interessados em deixar a zona de rebaixamento Cruzeiro e América-MG. Por outro lado, o Furacão também enfrenta os grupos que brigam na parte de cima da tabela, a começar pelo Vasco, adversário da próxima rodada e depois Botafogo, Corinthians e São Paulo, candidatos ao título.

Segundo o mesmo matemático, a boa notícia fica por conta de uma estatística um tanto curiosa: nos últimos cinco anos, pelo menos um time que estava na zona da degola na 28ª rodada conseguiu escapar. No ano passado, Atlético-MG e Atlético-GO conseguiram se livrar da Série B mesmo estando na ZR a essa altura do campeonato.