O Atlético esbarrou na forte marcação do Guarani e acabou ficando no 1 a 1 contra o Guarani na tarde chuvosa desta terça-feira (23), dentro do Janguito Malucelli e agora pode ser ultrapassado novamente pelo São Caetano.

No primeiro tempo da partida, o Atlético tentou bastante penetrar na barreira que o Guarani fez para não levar gols e com muita competência, conseguiu segurar o ataque Rubro-Negro.

Além disso, as melhores chances da primeira etapa foram do próprio time de Campinas, que saia em contra-ataque de forma muito rápida e obrigava Weverton a trabalhar.

Na segunda etapa, o jogo mudou um pouco, pois o Guarani se abriu um pouco para conseguiur atacar e continuava fazendo a barreira na entrada da área de forma bastante eficiente.

O Furacão conseguiu chegar ao gol aos 16 minutos do segundo tempo. O artilheiro Marcelo fez jogada pela direita, puxou para a perna esquerda e soltou uma pancanda. A bola bateu no travessão e entrou, um golaço.

O problema é que apenas seis minutos depois, o Guarani conseguiu chegar ao empate com o goleiro Émerson, de falta. Em cobrança no canto, com muita categoria, o goleiro do Bugre surpreendeu e fechou o placar.

Com o resultado, o Furacão se manteve no G4, na 4ª colocação, com 59 pontos e pode ser ultrapassado pelo São Caetano nesta rodada.

FICHA TÉCNICA
ATLÉTICO 1 X 1 GUARANI

Local:Estádio Janguito Malucelli, em Curitiba (PR).
Data:23 de outubro de 2012, terça-feira.
Horário:15h00.

Árbitro:Jean Pierre Gonçalves Lima.
Assistentes:Paulo César Silva Faria e Fábio Rodrigo Rubinho.

Atlético:Weverton; Henrique (Taiberson), Manoel, Cleberson e Wellington Saci; Deivid, João Paulo, Paulo Baier (Ligüera) e Elias; Marcelo e Marcão.
Técnico:Ricardo Drubscky.

Guarani:Emerson; Oziel, Fernando, Neto e Bruno Recife; Lusmar, Fábio Bahia, Rafael Costa (Renato Ribeiro), Kleiton Domingues (Everton) e Danilo Sacramento (Dener); Schwenck.
Técnico:Vilson Tadei.

Gols: Marcelo (CAP), aos 16 minutos e Émerson (GUA), aos 22 minutos do segundo tempo.