Ouça o áudio

O Atlético largou na frente na luta por uma vaga nas quartas de final da Copa do Brasil. Na noite desta quarta-feira, na Vila Capanema, o Furacão venceu o Cruzeiro pelo placar magro de 1 a 0, com gol de Edigar Junio ainda no primeiro tempo, e joga por um empate na partida de volta, quarta-feira que vem, em Minas Gerais.

Atlético sai na frente com boa atuação no primeiro tempo

O jogo começou movimentado, mas era o Atlético quem estava melhor em campo, pressionando o Cruzeiro e criando boas jogadas de ataque. Aos 3 minutos, Guerrón teve um gol anulado, pois estava em posição de impedimento. Mas aos 8 minutos, o equatoriano fez grande jogada pela esquerda e tocou para Edigar Junio, que da pequena área, fuzilou as redes da Raposa: 1 a 0 Furacão.

O tempo passava e o Rubro-Negro seguia melhor na partida, mas aos 20 minutos, Patrick ficou cara a cara com Fábio e chutou para fora. A Raposa chegou em esporádicos contra-ataques, porém assustou aos 29 minutos, em bom chute de Roger. Em todo o primeiro tempo, no entanto, o Atlético foi superior e poderia até ter ampliado a vantagem de 1 a 0.

Cruzeiro cresce em campo e Furacão cai de produção

O Cruzeiro voltou bem mais perigoso para a etapa final, dando mais trabalho para a defesa rubro-negra. Aos 10 minutos, Roger quase empatou a partida. O jogo foi se complicando para o Atlético à medida que o tempo ia passando e o Furacão, já com três volantes em campo, não conseguia mais atacar o adversário. Aos 22, Marcelo Oliveira ficou de frente para Vinícius e conseguiu chutar para fora.

Na única boa oportunidade do Rubro-Negro na etapa complementar, Patrick cabeceou na trave direita de Fábio, aos 31 minutos. Sem criação, o Atlético se segurava para, ao menos, garantir a vitória em casa, se defendendo das boas jogadas de ataque do adversário. Apesar de ter dado uma leve melhora nos minutos finais, o segundo gol não veio e o Furacão garantiu a vitória pelo placar mínimo de 1 a 0.