O Atlético tinha mais uma decisão neste domingo na luta contra o rebaixamento. Mas sonolento em campo, o Furacão perdeu por 2 a 1 para o já rebaixado América, e com o empate em 2 a 2 entre Ceará e Cruzeiro, a equipe rubro-negra segue viva no Campeonato Brasileiro.

A decisão do futuro rubro-negro será na última rodada, no clássico Atletiba, em que o Furacão precisa vencer o rival Coritiba e torcer por derrotas de Ceará (joga fora de casa contra o Bahia) e Cruzeiro (recebe o rival Atlético-MG).

Sonolento, Atlético é dominado no primeiro tempo

O jogo começou movimentado e as duas equipes criavam boas jogadas de ataque. Logo no primeiro minuto, Guerrón finalizou pela linha de fundo. Aos 3, Kempes fez grande jogada e Renan Rocha defendeu com os pés. O tempo passava e o duelo seguia equilibrado. Aos 16, Marcinho aproveitou rebote da zaga, mas chutou por cima do gol adversário. Até que, aos 18 minutos, Marcos Rocha cruzou rasteiro, a zaga rubro-negra não cortou, e Kempes empurrou para o fundo das redes: 1 a 0 América.

A derrota poderia rebaixar o Atlético ainda neste domingo, e nem com essa possibilidade, o time rubro-negro cresceu em campo. Pelo contrário, já que o Furacão não fazia um bom jogo e não conseguia criar boas oportunidades de empatar a partida. Aos 23 minutos, Paulo Baier bateu para fora. Dois minutos depois, Rodriguinho desperdiçou a chance de marcar o segundo do Coelho. Até o fim do primeiro tempo, a equipe mineira foi amplamente superior e dominou o Atlético, que não conseguiu mais incomodar o goleiro Neneca e foi para o vestiário perdendo por 1 a 0.

Furacão continua jogando mal e volta derrotado para Curitiba

O Atlético voltou um pouco mais acesso para a etapa final, criando algumas boas jogadas de ataque. Aos 12 minutos, Paulo Baier perdeu uma chance incrível de empatar a partida. Um minuto depois, Gabriel derrubou Marcelo Oliveira dentro da área e o pênalti foi marcado. Paulo Baier bateu com categoria e deixou tudo igual no Parque do Sabiá: 1 a 1. O tempo passava e o Rubro-Negro tentava de maneira desesperada virar o jogo, porque com os resultados de momento, a equipe ia sendo rebaixada para a Série B.

O América seguia com domínio da partida, e nervosos em campo, os jogadores do Furacão não conseguiam atacar com eficiência e ainda sofriam com os rápidos contra-ataques do time mineiro. Aos 35 minutos, mais uma vez a zaga atleticana nada fez, e Gilson apareceu livre para marcar o segundo do Coelho: 2 a 1 América. Até o apito final, pouco mudou no panorama do duelo e o Atlético voltou derrotado para Curitiba, mas ainda não está matematicamente rebaixado.