Por Rodrigo Dornelles
Furacão ficou no empate sem gols. (Divulgação/ Atlético)

Furacão ficou no empate sem gols. (Divulgação/ Atlético)

Tudo aberto. Após a primeira partida do confronto válido pela terceira fase da Copa do Brasil, a definição do classificado para as oitavas de final fica em aberto. Atlético e Chapecoense ficaram no empate sem gols na Arena da Baixada na noite desta quinta-feira (21). O Furacão não fez uma boa exibição e teve um jogo duro contra o time misto da Chape.

Poupando boa parte do time titular, a equipe catarinense fez um jogo muito duro com o Rubro-negro na Arena e teve as melhores oportunidades da partida. Após um primeiro tempo sem grandes emoções, a etapa final teve uma Chapecoense bastante perigosa e um Furacão travado pela marcação do time visitante.

Com a igualdade sem gols, o classificado para as oitavas de final será definido na partida de volta, na próxima semana, quarta-feira (27), a partir das 19h30. Novo empate sem gols leva a decisão para os pênaltis. Qualquer igualdade com gols classifica o Atlético. Vitória dá a vaga ao vencedor.

Jogo duro e sem perigo

A primeira etapa de jogo não foi nada do que o Atlético esperava. Jogando em casa e com apoio de um ótimo público na Arena da Baixada, o Furacão encontrou muitas dificuldades na marcação da Chapecoense. Bem postado defensivamente, o time catarinense incomodava a saída de bola rubro-negra e impedia a criação de chances de gol. O time alviverde ainda tentava responder em contra-ataques rápidos.

Mesmo com o equilíbrio, apenas o Furacão finalizou na etapa inicial. De fora da área, Hernani obrigou Danilo a fazer boa defesa. O goleiro defendeu ainda outra tentativa, de Vinícius. O atacante atleticano chegou a ter uma boa chance após cruzamento de Juninho, mas pegou mal de esquerda e mandou para fora.

Chape melhor, mas placar zerado

Sentindo que era possível buscar um resultado melhor fora de casa, a Chapecoense voltou mais perigosa na etapa final. A equipe catarinense jogou de forma mais aguda no ataque e levou perigo. Em uma das oportunidades, Hyoran cruzou para Josimar fechar na pequena área finalizando, mas Weverton saiu abafando e salvou o Furacão com uma ótima defesa.

Tentando apertar para conseguir uma vitória em casa, o Furacão encontrava dificuldades para vencer a marcação da Chape. Os visitantes, por sua vez, se aproveitavam de erros de passes para levar perigo. Bruno Rangel e Kempes tiveram ótimas chances escapando em velocidade, mas falharam na finalização, deixando fácil para Weverton defender. O goleiro ainda precisou fazer boa defesa em uma infiltração na área rubro-negra e contou com o zagueiro Paulo André para salvar em outro lance.

FICHA TÉCNICA
ATLÉTICO 0x0 CHAPECOENSE

Local: Arena da Baixada, em Curitiba.
Data: 21 de julho de 2016.
Horário: 21h.
Público e renda: 22.181 pagantes/ 24.367 total/ R$ 479.740,00
Árbitro: Grazziani Maciel Rocha (RJ).
Assistentes: Dibert Pedrosa Moisés e Patrícia Silveira de Paiva Retondário da Silva (RJ).

Atlético: Weverton; Léo, Paulo André, Thiago Heleno e Sidcley; Otávio, Hernani, Juninho [Nikão (André Lima)], Vinícius (Giovanny) e Pablo; Walter.
Técnico: Paulo Autuori.

Chapecoense: Danilo; Gimenez; Rafael Lima, Willian Thiego e Sérgio Manoel; Josimar, Gil, Matheus Biteco e Lucas Gomes (Ananias); Martinuccio (Hyoran) e Bruno Rangel (Kempes).
Técnico: Caio Júnior.

Cartão amarelo: Léo (CAP).