Por Rodrigo Dornelles
Hernani fez o gol da vitória atleticana. (Divulgação/ Atlético)

Hernani fez o gol da vitória atleticana. (Divulgação/ Atlético)

A sequência de derrotas acabou. O Atlético contou com um gol no início da partida na noite desta segunda-feira (29) para vencer o Botafogo e quebrar a série de tropeços. Reencontrando a vitória, o Furacão quebrou a sequência de quatro derrotas consecutivas por Brasileirão e Copa do Brasil.

O gol da vitória foi marcado pelo meio-campista Hernani, de cabeça, logo nos primeiros minutos de partida. Após escanteio, o jogador desviou no primeiro pau e balançou a rede. A má pontaria do Bota e o goleiro Santos apareceram bem para garantir a vitória. O goleiro Sidão evitou que o Rubro-negro ampliasse.

Vencedor na noite desta segunda no fechamento da 22ª rodada do Brasileirão, o Atlético chega aos 33 pontos ganhos, pula para a oitava colocação e fica a quatro pontos do G4. Na próxima rodada, o Furacão visita o Figueirense, no dia 7 de setembro. Já o Botafogo fica com 26 pontos, na 13ª colocação e volta a campo para encarar o Grêmio, em casa, no dia 4 de setembro, em jogo atrasado.

Chance bem aproveitada dá vitória parcial ao Atlético

Em um início de jogo em que partiu para cima do Botafogo, o Furacão conseguiu aproveitar a chance que teve para garantir uma vitória parcial na primeira etapa. Chegando com perigo pelo alto, o Rubro-negro abriu o placar com Hernani, desviando de cabeça no primeiro pau após cobrança de escanteio aos oito minutos. O próprio Hernani ainda assustou novamente pelo alto.

Após o gol, no entanto, o jogo ficou melhor para o Botafogo, que apertou em busca do empate. Em uma saída errada de Hernani e outra do goleiro Santos, o Fogo teve duas boas chances que não foram aproveitadas. Sassá ainda perdeu outra ótima oportunidade dentro da pequena área após escanteio, já no finalzinho do primeiro tempo.

Santos garante a vitória

Na etapa final ambas as equipes diminuíram o ritmo e o jogo perdeu emoção. O Furacão foi o primeiro a assustar com João Pedro, arriscando em cobrança de falta da lateral da área e parando em Sidão. O goleiro botafoguense ainda foi obrigado a fazer grande defesa em cobrança de falta de longe de Hernani.

Se Sidão se destacava no gol alvinegro, quando acionado, Santos também apareceu. Em cruzamento da direita, Neílton pegou de primeira e colocou o goleiro atleticano para trabalhar. O goleirão atleticano ainda fez uma defesa espetacular em cobrança de falta direta de Camilo. Luis Ricardo ainda assustou desviando de cabeça uma bola que passou muito perto da trave rubro-negra. No finalzinho, o Botafogo pressionou e apertou o Furacão em busca do empate, mas a vitória estava garantida para o Rubro-negro.

FICHA TÉCNICA
ATLÉTICO 1×0 BOTAFOGO

Local: Arena da Baixada, em Curitiba.
Data: 29 de agosto de 2016.
Horário: 20h.
Público e renda: 11.453 pagantes/ 13.221 total/ R$ 177.945,00.

Atlético: Santos; Léo, Paulo André, Thiago Heleno e Nicolas; Otávio, Hernani, Lucas Fernandes (Juninho), Pablo e Luan (João Pedro); André Lima (Marcão).
Técnico: Paulo Autuori.

Botafogo: Sidão; Luis Ricardo, Renan Fonseca, Emerson e Diogo Barbosa; Airton (Salgueiro), Bruno Silva (Leandro), Lindoso e Camilo; Sassá e Neílton (Rodrigo Pimpão).
Técnico: Jair Ventura.

Cartões amarelos: Thiago Heleno, Hernani e Lucas Fernandes (CAP). Diogo Barbosa e Leandro (BOT).
Gol: Hernani aos 8′ do primeiro tempo (CAP).