Atlético deixou a zona de rebaixamento após vencer pela terceira vez seguida. (Geraldo Bubniak/AGB/Estadão Conteúdo)

A má fase do Atlético já ficou no passado. Depois de vencer duas vezes fora de casa, o Rubro-Negro seguiu no embalo jogando na Arena da Baixada e derrotou o São Paulo por 1 a 0. A vitória manteve a invencibilidade atleticana de 35 anos sem perder para o Tricolor paulista.

O gol da vitória foi marcado logo aos quatro minutos de jogo. Após cobrança de escanteio de Matheus Rossetto, o zagueiro Wanderson não conseguiu finalizar de primeira, mas ficou com a sobra e teve tranquilidade para deixar sua marca pela primeira vez com a camisa rubro-negra.

Com o resultado, o Furacão sobe provisoriamente para a 12ª colocação, com nove pontos, mas não pode voltar para a zona de rebaixamento nesta rodada. O Atlético agora busca mais uma triunfo com o apoio da torcida no próximo domingo (25) diante do Vitória, às 16h.

Furacão abre o placar logo no começo da partida

A partida começou movimentada e o Furacão quase abriu o placar com apenas três minutos, mas Renan Ribeiro espalmou para fora no chute de Grafite. No lance seguinte, Matheus Rossetto cobrou escanteio na área e Wanderson precisou de duas oportunidades para abrir o marcador. Logo na sequência, o Atlético quase ampliou a vantagem e o goleiro são-paulino salvou no chute sem ângulo de Nikão.

No restante do primeiro tempo, o Rubro-Negro deu mais espaço para o São Paulo atacar, porém, teve as melhores oportunidades. Aos 26 minutos, Nikão arriscou com força de fora da área e Renan Ribeiro mandou pela linha de fundo. Já aos 42, Lugano recuou errado, a bola passou pelo goleiro são-paulino e faltou muito pouco para Matheus Rossetto marcar o segundo gol.

Atlético garante a vitória no segundo tempo

O técnico Eduardo Baptista decidiu voltar para o segundo tempo com Deivid e Carlos Alberto nos lugares de Matheus Rossetto e Lucho González. As mudanças deram resultado logo aos 25 segundos e Carlos Alberto exigiu boa defesa do goleiro Renan Ribeiro após chute de fora da área. Aos 4, Douglas Coutinho levou perigo mais uma vez e Renan Ribeiro foi no canto direito para defender.

No decorrer do segundo tempo, o Atlético passou a administrar o resultado e a única chance para ampliar foi aos 29 minutos na finalização de Jonathan que foi longe do gol. Do outro lado, o São Paulo teve mais posse de bola, porém, não foi eficaz e praticamente não deu trabalho para Weverton.

FICHA TÉCNICA
ATLÉTICO 1X0 SÃO PAULO

Local: Arena da Baixada, Curitiba (PR).
Data: 21 de junho de 2017.
Horário: 21h45.
Árbitro: Wagner do Nascimento Magalhães (RJ).
Assistentes: Rodrigo F. Henrique Corrêa (RJ) e Thiago Henrique Neto Corrêa Farinha (RJ).
Público e renda: 19.150 pagantes/21.436 torcedores/R$ 455.090,00.

Atlético: Weverton; Jonathan, Thiago Heleno, Wanderson e Sidcley; Otávio, Matheus Rossetto (Deivid) e Lucho González;  Douglas Coutinho, Nikão e Grafite (Pablo).
Técnico: Eduardo Baptista.

São Paulo: Renan Ribeiro; Éder Militão (Wellington Nem), Maicon e Rodrigo Caio; Jucilei, Thiago Mendes, Cícero (Denílson) e Júnior Tavares; Marcinho, Cueva (Brenner) e Lucas Pratto.
Técnico: Rogério Ceni.

Cartões amarelos: Lucas Pratto, Lugano e Wellington Nem (SPO); Jonathan, Sidcley e Pablo (CAP).
Gol: Wanderson (SPO), aos 4′ do primeiro tempo.