Atlético, do atacante Bergson (foto), terá que vencer fora de casa para avançar na Copa do Brasil. (Geraldo Bubniak/Estadão Conteúdo)

O Atlético perdeu por 2 a 1 para o Cruzeiro, em plena Arena da Baixada, e se complicou na disputa por uma vaga nas quartas de final da Copa do Brasil. O resultado também foi péssimo para o técnico Fernando Diniz que recebeu críticas da torcida após completar o sétimo jogo seguido sem vitória e a quarta derrota seguida.

Ainda no primeiro tempo, o Furacão saiu na frente com gol de falta do lateral-esquerdo Thiago Carleto. Quando parecia que a história seria diferente das últimas partidas, o time atleticano sofreu empate com gol de Henrique. Já nos acréscimos, o Cruzeiro aproveitou erro da defesa e Raniel garantiu a vitória.

A partida de volta entre Atlético e Cruzeiro acontecerá apenas em 16 de julho, no dia seguinte à final da Copa do Mundo. Agora, o foco atleticano volta para o Campeonato Brasileiro e a próxima partida será já na próximo domingo (20) contra o Fluminense, no Maracanã.

O jogo

Ao contrário das partidas anteriores, o Atlético teve menos posse de bola durante todo o primeiro tempo e sofreu com a forte marcação do Cruzeiro. Porém, a primeira chance foi atleticana em chute de fora da área do ala Matheus Rossetto que parou em boa defesa do goleiro Fábio.

O Cruzeiro deu um susto na torcida rubro-negra, mas Santos estava atento ao lance para fazer a defesa. Assim como aconteceu na partida com o Atlético-MG, o Furacão mostrou a força na bola parada para sair na frente. Aos 41 minutos, Thiago Carleto cobrou a falta com muito efeito, a bola quicou no gramado e marcou o primeiro gol da partida.

Empolgado com a abertura do placar, o Atlético chegou a marcar o segundo gol logo na sequência. Entretanto, o assistente flagrou o impedimento de José Ivaldo na conclusão da jogada. Antes do intervalo, o Cruzeiro teve a chance de empatar após erro na saída de bola e Santos salvou novamente na finalização do atacante De Arrascaeta.

O Rubro-Negro começou o segundo tempo jogando no ataque em busca do segundo gol. Com apenas dois minutos, Esteban Pavez pegou firme em chute da ponta direita e Fábio tirou com a ponta dos dedos. No lance seguinte, Pablo recebeu cruzamento de Thiago Carleto e mandou muito próximo da trave.

No momento em que o time atleticano trabalhava bem na marcação para segurar a vitória, teve um momento de falta de sorte que resultou no gol de empate do Cruzeiro. Aos 34 minutos, o volante Henrique arriscou chute de longe, a bola desviou no zagueiro Thiago Heleno e enganou o goleiro Santos.

Após o empate, Fernando Diniz tentou uma última mudança com a entrada de Marcinho na vaga de Bergson. Porém, o que se viu foi a virada do Cruzeiro praticamente no último lance do jogo. Raniel ganhou no drible de corpo de José Ivaldo e só teve o trabalho de tirar a bola do goleiro Santos para marcar o gol da vitória.

FICHA TÉCNICA
ATLÉTICO 1X2 CRUZEIRO

Local: Arena da Baixada, em Curitiba (PR).
Data: Quarta-feira, 16 de maio de 2018.
Horário: 21h45.
Árbitro: Péricles Bassols Pegado Cortez (PE).
Assistentes: Clóvis Amaral da Silva (PE) e Cleberson do Nascimento Leite (PE).

Atlético: Santos; Esteban Pavez, José Ivaldo e Thiago Heleno; Matheus Rossetto, Camacho, Lucho González (Bruno Guimarães) e Thiago Carleto; Raphael Veiga (Matheus Anjos), Pablo e Bergson (Marcinho).
Técnico: Fernando Diniz.

Cruzeiro: Fábio; Romero, Dedé, Léo e Egídio; Henrique, Lucas Silva, Rafinha, Robinho (Mancuello) e De Arrascaeta (Rafael Sóbis); Sassá (Raniel).
Técnico: Mano Menezes.

Cartões amarelos: Egídio e Raniel (CRU); Bergson e Camacho (CAP).
Gols: Thiago Carleto (CAP), aos 41′ do primeiro tempo, Henrique (CRU), aos 34′ do segundo tempo, e Raniel (CRU), aos 47′ do segundo tempo.