Por Pedro Melo 

Felipe Gedoz será a principal novidade na escalação do Atlético. (Divulgação/Atlético)

O Atlético vai começar a disputa da sonhada fase de grupos da Copa Libertadores depois de passar por dois confrontos preliminares. A primeira partida será contra a Universidad Católica, do Chile, nesta terça-feira (07), às 21h, na Arena da Baixada.

Na última vez em que disputou a Libertadores, em 2014, o Furacão não teve uma arma importante: a Arena da Baixada. Em três jogos na Vila Capanema, foram duas vitórias e uma derrota decisiva para eliminação ainda na primeira fase. Agora, o time atleticano quer usar a força de seu estádio para começar com o pé direito na fase de grupos.

Em relação ao time, o técnico Paulo Autuori ainda tem dúvidas em todos os setores, mas já definiu que Felipe Gedoz será o substituto de Grafite, suspenso pelo terceiro cartão amarelo. “Vamos fazer um treino estratégico agora para o jogo e vamos definir isso. Nós temos situações a serem vistas, que são os casos do Paulo André, Lucho [González] e do Nikão”, comentou.

O Rubro-Negro enfrentará também na fase de grupos o Flamengo e San Lorenzo, da Argentina. “Neste momento é diferente. Tem que ter estratégias distintas, pois você não vai definir tudo em dois jogos. São seis partidas a serem jogadas em que não tem o peso do gol sofrido em casa ou feito fora. É apenas ganhar os jogos e somar os pontos para se classificar”, afirmou.

Universidad Católica vive momento complicado no Campeonato Chileno

A Universidad Católica teve um início ruim no Campeonato Chileno e venceu apenas uma das cinco partidas até o momento. A melhor campanha do adversário atleticano na história da Libertadores foi em 1993, quando perdeu a grande decisão para o São Paulo.

FICHA TÉCNICA
ATLÉTICO X UNIVERSIDAD CATÓLICA

Local: Arena da Baixada, em Curitiba (PR).
Data: 07 de março de 2017.
Horário: 21h.
Árbitro: Ulises Mereles (PAR).
Assistentes: Rodney Aquino (PAR) e Dario Gaona (PAR).

Atlético: Weverton; Jonathan, Paulo André, Thiago Heleno e Sidcley; Otávio, Lucho González e Carlos Alberto; Felipe Gedoz, Nikão e Pablo.
Técnico: Paulo Autuori.

Universidad Católica: Toselli; Fuentes, Maripan, Lanaro e Parot; Kalinski, Lobos, Fuenzalida, Buonanotte e Cordero; Silva
Técnico: Mário Salas.