O quinto lugar no Campeonato Brasileiro do ano passado, a melhor classificação do clube nos últimos cinco anos na competição, e o superávit de R$ 6,2 milhões acumulados pelo Atlético Paranaense em 2010 renderam ao clube o título de “Melhor Clube do País” no ranking do jornal Brasil Econômico. O levantamento considerou a relação desempenho esportivo (de acordo com os resultados em campo das equipes no Brasileirão do ano passado) e os demonstrativos financeiros como geração de receita, custos operacionais e dívidas dos clubes nacionais.

Nessa relação, o CAP foi quem teve o melhor desempenho, ao somar 143 pontos de um total de 160 dentro dos seguintes critérios: receita, ativo total, endividamento geral, patrimônio líquido, superávit do futebol, custo por gol, custo por vitória e custo por ponto ganho. O desempenho atleticano rendeu ao clube a primeira colocação no ranking financeiro da elite do futebol do Brasil.

O ranking foi formatado pelo jornal Brasil Econômico, sob orientação de Stephen Kanitz, da Kanitz & Associados, e o economista Pedro Cassio Silva. O objetivo foi fazer um levantamento completo da situação financeira dos clubes, estimular a transparência (apenas quatro clubes da primeira divisão não apresentaram os demonstrativos: Botafogo, Coritiba, Ceará e América-MG) e boas práticas na gestão do futebol brasileiro, conforme explica o economista do Brasil Econômico, Pedro Cássio da Silva.

Furacão nos gramados e nas receitas

No Brasileirão do ano passado, o CAP ficou na quinta colocação, com 60 pontos conquistados (17 vitórias, 9 empates e 12 derrotas) e 43 gols assinalados. Segundo o levantamento do jornal Brasil Econômico, um gol do Atlético no torneio teve o custo de R$ 957 mil. Cada uma das 17 vitórias do clube teve o custo de R$ 2.420 mil e cada ponto conquistado custou R$ 686 mil.

De acordo com o presidente do Atlético Paranaense, Marcos Malucelli, o resultado do levantamento, que apontou o CAP como o melhor clube do país, demonstra o equilíbrio entre a situação financeira e esportiva do clube no exercício de 2010. “Ao fazer um paralelo entre a situação econômica e esportiva do clube, o levantamento demonstra o equilíbrio na atual gestão do Atlético Paranaense. O superávit alcançado advém de uma administração de controle e do aumento de receitas, o que trouxe saúde financeira à instituição Atlético. O resultado é um poder de planejamento atual e futuro ao clube tanto na esfera esportiva quanto patrimonial. Paralelo ao bom desempenho financeiro, no ano passado o Atlético terminou o Campeonato Brasileiro na quinta colocação, a melhor campanha nos últimos cinco anos, mostrando que o resultado em campo é uma prioridade da atual gestão. O desafio agora é preparar uma excelente equipe para a sequência da temporada 2011, onde disputaremos o Campeonato Brasileiro e a Copa Sul-Americana”, destacou Malucelli.

Clique aquie confira a notícia publicada no site do jornal Brasil Econômico.