Por Rodrigo Dornelles
Furacão foi derrotado em Floripa. (Divulgação/ Atlético)

Furacão foi derrotado em Floripa. (Divulgação/ Atlético)

Um gol logo no início decretou a derrota do Atlético em Santa Catarina. O Furacão foi até o Orlando Scarpelli encarar o Figueirense de olho no G4 do Campeonato Brasileiro, mas acabou derrotado pelo Alvinegro por 1 a 0. A derrota impediu o Rubro-negro de se aproximar dos primeiros colocados.

Logo nos primeiros minutos de partida, em saída errada da defensiva atleticana, Lins aproveitou para arriscar da entrada da área e balançar a rede. Rafael Moura ainda marcou duas vezes, mas teve os gols anulados por impedimento. O Atlético pouco fez para mudar o resultado da partida.

Com a derrota no Scarpelli, o Furacão perdeu a oportunidade de se aproximar do grupo dos quatro primeiros. Uma vitória poderia deixar a equipe próxima do G4. Com 33 pontos, o Atlético segue na nona colocação. Na próxima rodada, a equipe encara o Internacional, domingo (11), às 16h, na Arena da Baixada. Já o Figueira chega aos 27 pontos, deixa a zona de rebaixamento e se prepara para pegar o São Paulo, fora de casa, domingo, às 11h.

Gol no início e domínio do Figueirense

Jogando fora de casa, o desafio do Atlético ficou ainda maior no Orlando Scarpelli depois que Lins aproveitou uma saída de bola errada da defensiva atleticana e arriscou de fora da área, mandando no cantinho de Santos para abrir o placar logo aos quatro minutos. Gol que deu tranquilidade ao time da casa para dominar a primeira etapa.

Atrás no placar, o Furacão não conseguiu criar muitas oportunidades de gol. A equipe levou perigo pelo alto, em cabeceio forte de Marcão após cobrança de escanteio em que Gatito Fernández fez uma grande defesa para salvar. Do outro lado, um velho conhecido rubro-negro, Rafael Moura, ainda marcou duas vezes aproveitando sobra na pequena área, mas os dois lances foram invalidados por impedimento.

Segundo tempo sem gols e vitória catarinense

Pouco mudou no início da segunda etapa. O Figueirense seguia melhor na partida, mas sem levar grande perigo ao goleiro Santos. O Furacão teve boa chance após jogada em velocidade que Hernani aproveitou sobra e chutou para o gol, mas acertou em Marcos Guilherme. O lance já estava parado por impedimento.

Na reta final de segundo tempo o Furacão foi para o ataque em busca do empate, mas o Rubro-negro não conseguia furar a defensiva catarinense para criar oportunidades de marcar o gol. O Figueira tentava sair apenas na boa e o jogo ficou sem emoções e em mais gols.

FICHA TÉCNICA
FIGUEIRENSE 1×0 ATLÉTICO

Local: Estádio Orlando Scarpelli, em Florianópolis.
Data: 7 de setembro de 2016.
Horário: 16h.

Figueirense: Gatito Fernández; Ayrton, Nirley, Werley e Marquinhos Pedroso; Jackson Caucaia (Renato), Jefferson, Ferrugem e Dodô; Lins (Ermel) e Rafael Moura (Maurides).
Técnico: Antônio Carlos Guimarães.

Atlético: Santos; Rafael Galhardo, Paulo André, Marcão e Nicolas; Otávio, Hernani, Lucas Fernandes (Luciano Cabral), Pablo (Juninho) e Luan (Marcos Guilherme); André Lima.
Técnico: Paulo Autuori.

Cartões amarelos: Ferrugem (FIG). Paulo André e Luan (CAP).
Gols: Lins aos 4′ do primeiro tempo (FIG).