O nervosismo do diretor de futebol Alfredo Ibiapina pode custar caro ao Atlético. Isso porque o procurador do Superior Tribunal de Justiça Desportiva, Paulo Schimitt, denunciou o clube no artigo 213 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva pela invasão de campo e falha na segurança da Arena da Baixada, conforme a súmula do árbitro Marcelo de Lima Henrique.

No empate em 2 a 2 com o Palmeiras, em casa, o dirigente entreou em campo ainda no primeiro tempo para reclamar com o árbitro. Na súmula, Marcelo de Lima disse que Ibiapina “invadiu o campo de jogo proferindo as seguintes palavras: ‘safado, você está roubando o Atlético. Nunca mais apita aqui, seu ladrão'”. No segundo tempo, Ibiapina acabou expulso do campo, onde assistia à partida.

O meia e capitão Cleber Santana também deve sentar no banco dos réus por ter supostamente ofendido árbitro após a expulsão, ainda no primeiro tempo do jogo. O julgamento de clube, dirigente e jogador ainda não tem data para acontecer.