Em seu segundo julgamento em menos de um mês, o Atlético foi absolvido pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) após o confronto entre policiais militares e torcedores no empate em 1 a 1 com o Fluminense. A partida, realizada no último dia 24, terminou em pancadaria depois que a torcida protestou contra o árbitro Wagner Reway, que assinalou o pênalti duvidoso que deu o empate ao Tricolor das Laranjeiras.

A Quarta Comissão Disciplinar do STJD condenou o zagueiro Rafael Santos e o atacante Pablo a um jogo de suspensão, por terem sido expulsos no jogo pela 26ª rodada. Ambos já cumpriram o jogo de gancho e ficam à disposição do técnico Antonio Lopes para enfrentar o Botafogo.

Denunciado no artigo 213, ou seja, por deixar de tomar providências de prevenção e repressão à desrodem ou invasão, o Furacão poderia amargar uma multa de até R$ 100 mil, além de ser punido com perdas de mando de campo, mas foi absolvido. A Federação Paranaense de futebol foi punida com multa de R$ 4 mil pelo atraso na execução do Hino Nacional Brasileiro no jogo.