Por Pedro Melo 

Arena da Baixada terá estrutura para público ficar próximo da quadra. (Divulgação/Atlético)

A “Areninha” é um sonho do Atlético para receber grandes eventos esportivos sem se preocupar com um possível conflito de datas com o time de futebol. Porém, o torcedor atleticano terá uma pequena experiência de um pequeno ginásio dentro da Arena da Baixada durante a fase a final da Liga Mundial.

Durante os jogos de vôlei, a Arena da Baixada receberá uma “mini-arena” com capacidade de 3.148 torcedores para deixar o público bem próximo da quadra. Com isso, o setor inferior do estádio será fechado e serão vendidos entradas apenas no anel superior. No total, a capacidade total será para 30.027 pessoas.

“Estamos conversando com o Atlético sobre essa estrutura. No ano passado, o Atlético estava jogando direto e não vão ter muitos jogos no período [da Liga Mundial]. Queremos que seja um grande espetáculo desde que não estrague o gramado, nem a estrutura. O objetivo é fazer o melhor não apenas dentro de quadra, mas fora também”, declarou Giba, um dos maiores ídolos do voleibol brasileiro e também presidente da Comissão dos Atletas da Federação Internacional (FIVB).

Já o presidente da Federação Paranaense de Vôlei (FPV) e vice-presidente da Confederação Brasileira (CBV), Neuri Barbieri, destacou que as conversas iniciaram depois do sucesso do amistoso entre Brasil e Portugal, que aconteceu no estádio em setembro do ano passado. “O público foi fantástico, nós fechamos a parte de cima do estádio por causa da chuva e o público não deixou de vir. Depois do evento, a Federação e a CBV quiseram trazer a fase final da Liga”, comentou.

A montagem da quadra começará no dia 24 de junho e será entregue um dia antes da abertura da fase final e a desmontagem será feito em apenas três dias, entre 09 e 11 de julho. Com isso, o Atlético não poderá jogar na Arena da Baixada na partida contra o Vitória pelo Campeonato Brasileiro e também em uma possível ida das oitavas de final da Libertadores caso termine em segundo lugar do grupo.