O árbitro José Caldas, que validou o gol irregular do Criciúma na primeira partida contra o Atlético, válida pela Copa do Brasil, foi suspenso por 30 dias nesta sexta-feira, em julgamento do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD). Ele foi enquadrado no artigo 259 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD), por “deixar de observar as regras da modalidade”.

No lance, o atacante Zé Carlos roubou a bola do goleiro Vinícius no momento em que ele pingou-a no chão, infringido a regra que impede qualquer interferência no trabalho do goleiro durante os seis segundos em que ele pode ficar com a bola sob seu domínio.

O primeiro jogo acabou com vitória atleticana por 2 a 1. Na partida de volta, o Furacão goleou por 5 a 1 e garantiu vaga nas oitavas de final do torneio, quando enfrentará o Cruzeiro.