O meia Paulo Baier é um dos grandes ídolos da torcida rubro-negra no elenco formado para esta temporada. No entanto, o jogador não vive uma fase boa e sua titularidade vem sendo contestada por vários torcedores, que gostariam de ver Branquinho ou Madson atuando com a camisa 10 atleticana.

O técnico Adilson Batista, no entanto, saiu em defesa de Paulo Baier e elogiou muito o capitão de sua equipe. “Fui questionado se lá na frente eu vou revezar ele, jogando uma e poupando outra. O Paulo é um excepcional jogador, um exemplo de atleta e que trabalha como os demais. Mas às vezes acontece de passar por um determinado momento, acontece com todos. Mas confiamos nele e temos que ter cuidado. Às vezes pode estar faltando aquela referência lá na frente, mas ele já jogou solto no Goiás”, afirmou o treinador.

Além disso, o comandante rubro-negro admitiu que pode abrir mão do esquema tático com três volantes para a partida do próximo sábado, contra o Palmeiras, às 18h30, no estádio Canindé. “Infelizmente não era aquilo que esperávamos. Tivemos dificuldades, mas não merecíamos a derrota pelo nosso segundo tempo. Agora vamos seguir trabalhando, com calma, cobrando e orientando os jogadores, tentando encontrar a melhor formação para vencer o Palmeiras”, disse Adilson.

Vale lembrar que o Atlético ainda não pontuou no Campeonato Brasileiro e perdeu as duas partidas disputadas até aqui (3 a 0 para o Atlético-MG e 1 a 0 para o Grêmio). O Furacão é o 19º colocado na tabela de classificação e único time que ainda não marcou gols na competição.