Ao assumir o comando do Atlético em setembro deste ano, o técnico Antônio Lopes recebeu a mesma missão de quando dirigia a equipe em 2009: livrar o Furacão do rebaixamento. Há dois anos, o treinador foi bem sucedido, e na penúltima rodada do Campeonato Brasileiro de 2009, conseguiu manter o time rubro-negro na primeira divisão.

Mas em 2011, apesar de ter conquistado alguns bons resultados, Lopes manteve a mesma sina de seus antecessores, não conseguiu tirar o Atlético da zona do rebaixamento em nenhuma rodada, e com essa campanha ruim, o rebaixamento acabou sendo inevitável. Após 16 anos, o Furacão voltará a jogar a Série B do Brasileirão em 2012.

Campanha de 2009 passou dos 50% de aproveitamento

Em 2009, Lopes assumiu o Furacão na 17ª rodada do Campeonato Brasileiro, em 17º na tabela, e estreou com vitória por 2 a 0 sobre o Cruzeiro, fora de casa. Depois de 22 partidas (nove vitórias, seis empates e sete derrotas, total de 50% de aproveitamento), o treinador terminou o Brasileirão de 2009 na 14ª colocação, livrando o Rubro-Negro do rebaixamento na penúltima rodada, ao vencer o Botafogo por 2 a 0, na Arena da Baixada.

Neste ano, o Delegado assumiu o Atlético na 21ª rodada, em 19º lugar, com apenas 18 pontos. Logo em sua estreia, uma goleada por 4 a 0 para o Grêmio, no estádio Olímpico. E com pouco mais de 40% de aproveitamento, não conseguiu livrar o Furacão da queda para a Série B.