O técnico Antônio Lopes ainda não sabe qual será o seu futuro em 2012, mas de uma coisa ele já tem certeza: não quer ser considerado responsável pelo rebaixamento do Atlético para a Série B do Campeonato Brasileiro. Em entrevista coletiva após a partida, o treinador evitou falar sobre o período em que não comandou a equipe, porém deixou claro que o primeiro turno foi determinante na queda.

“Não vou assumir a responsabilidade. Na classificação do segundo turno ficaríamos em décimo quinto lugar. Se no início da competição, o time tivesse conseguido mais três pontinhos pelo menos, teríamos saído da zona. Fiz o que tinha que fazer, não vou colocar no meu currículo esse descenso”, disse.

Mesmo culpando o primeiro turno pelo rebaixamento, o comandante reconheceu que dois resultados em específico foram fundamentais no desfecho da competição. “Podíamos ter colhido resultados melhores contra o América-MG e o Fluminense, principalmente. Porém, fiquei satisfeito porque sob minha direção o time não perdeu na Baixada”, afirmou.

Com o contrato chegando ao fim neste domingo (4), Lopes ainda não fez planos para o ano que vem, mas caso haja o interesse do clube, ele prometeu conversar com a diretoria eleita ainda em dezembro.

“Ninguém falou nada comigo, mas estou disponível se vierem conversar, assim como estou aberto a outros times. Acredito que devo receber algum convite. Dependendo das eleições, se eles me consultarem posso permanecer”, encerrou.