Por Pedro Melo com informações de Felipe Dutra

Walter terá nova chance de marcar pela primeira vez na grama sintética no domingo. (Divulgação/Atlético)

Walter terá nova chance de marcar pela primeira vez na grama sintética no domingo. (Divulgação/Atlético)

O atacante Walter iniciou a temporada como a maior esperança de gols do Atlético, mas até o momento marcou somente três vezes, nenhuma delas na Arena da Baixada, que tem grama sintética desde fevereiro. Na entrevista coletiva, o centroavante admitiu que está encontrando dificuldades em jogar no novo gramado.

“Sinceramente ainda não me acostumei totalmente ao nosso campo. É um pouco difícil até para nós que treinamos uma ou duas vezes aí. A bola corre bastante, é difícil se acostumar e por isso que sempre o grupo todo pede para ir treinar lá, mas de vez em quando é muito mais difícil porque é muito longe [do CT do Caju]. Mas isso não é desculpa e ninguém esquece de jogar futebol”, revelou Walter.

O atacante Walter decidiu não usar mais a camisa 18. De acordo com o próprio jogador, o novo número será provisório por apenas três meses, mas não quis revelar o motivo da mudança. “A camisa minha 18 não vai ser mais. Vou usar a 19 a partir de domingo se der tempo ou quarta-feira contra a Chapecoense, mas a 18 não vai ser mais”, disse “É coisa minha. Não posso falar. É coisa minha e do clube e vou deixar reservado aí para nós”, acrescentou.

Na próxima rodada, o Rubro-Negro enfrentará o Fluminense, ex-clube do agora camisa 19, no domingo (24), às 16h, na Arena da Baixada. As duas equipes já se enfrentaram uma vez na temporada e o Tricolor carioca levou a melhor na final da Primeira Liga. “Sobre aquele jogo, nosso time foi muito bem, tivemos chance para ser campeão, mas o time deles ‘matou’ o jogo”. Campeonato Brasileiro é outra coisa e agora precisamos nos concentrar”, finalizou.