Por João Pedro Alves

Foi preciso dois meses de espera, muito treino e também alguns questionamentos, para que Adriano estreasse com a camisa do Atlético. O retorno do Imperador após dois anos afastado do futebol aconteceu na noite desta quinta-feira (13) na Vila Capanema, mais precisamente aos 40 minutos do segundo tempo da vitória rubro-negra sobre o The Strongest (Bolívia) na abertura da fase de grupos da Libertadores.

Nos cerca de oito minutos em que esteve em campo, o novo camisa 30 atleticano ainda não deu um toque na bola sequer. No entanto, o balanço da estreia, por tudo que representa, foi mais do que positivo.

“Fico muito feliz por essa chance. Poder voltar a jogar, mesmo que pouco tempo, para mim é muito importante. Agradeço a todos que acreditaram em mim e que continuam acreditando. São as pessoas que me fizeram voltar a sorrir”, afirmou Adriano após a volta aos campos.

(Foto: Divulgação/Atlético)

Adriano não disputava uma partida desde março de 2012, no Corinthians (Foto: Divulgação/Atlético)

Assim como a autoavaliação do jogador, o comentarista Barcímio Sicupira, da Rádio Banda B, também acredita que a volta do Imperador foi produtiva. “Ele tem que começar a jogar, entrando no fim, para poder ser útil depois. O que vale é o contato com o jogo, porque essa falta de ritmo pesa”, analisou o ex-meia e maior artilheiro da história do Furacão.

Confira o áudio da entrada de Adriano na partida
Narração de Caio Junior / Reportagens Felipe Dutra e Monique Felipe / Comentários Barcimio Sicupira 

Adriano entra na partida

A última vez que Adriano tinha sido visto em jogo oficial foi em março de 2012, quando ainda estava no Corinthians. De lá para cá, uma lesão no tendão de Aquiles atrapalhou uma tentativa de volta pelo Flamengo e causou um hiato na carreira. A retomada da profissão aconteceu em dezembro de 2013, quando decidiu começar a treinar no CT do Caju – que culminou, na última semana, no acerto com o Atlético.

Notícias relacionadas:

Na estreia do Imperador, Furacão larga na fase de grupos com vitória sobre o The Strongest